Cenas de horror na Bélgica: casa explode. Outro atentado?

Casa explode na cidade de Bastogne, na fronteira com Luxemburgo.
Casas nas proximidades da explosão foram danificadas
Uma explosão violenta em Luxemburgo, na Bélgica, deixou várias pessoas feridas e o pânico se espalhou pela cidade. Uma casa próxima de um restaurante na cidade de Bastogne, perto da fronteira do Luxemburgo, explodiu antes das 8 horas da noite (horário local) desta terça-feira
Benoît Lutgen, o prefeito da cidade, disse que duas pessoas ficaram gravemente feridas, enquanto outras três sofreram lesões menos graves. Uma pessoa gravemente ferida foi levada ao hospital por helicóptero.
Pessoas feridas e o clima tenso no local da explosão
Segundo o conselho do Foreign Office britânico, os terroristas são "muito propensos a realizar ataques na Bélgica" e os visitantes do país devem ser "vigilantes em lugares públicos e seguir o conselho das autoridades belgas locais", argumenta. 
Entretanto, os bombeiros que chegaram ao local da explosão alegam que a causa pode ter sido um vazamento de gás. Até o momento nada foi confirmado.
Uma testemunha que viu a explosão disse que, "há vários feridos, sangue por todos os lados ao longo da Rue Joseph-Renquin. Uma cena de horror".
Vários veículos de serviços de emergência seguiram para o local da explosão, na Rue Joseph-Renquin, enquanto o prefeito e sua equipe elaboram um plano de emergência para socorrer as vítimas.
Segundo moradores da Rua Joseph-Renquin, a explosão foi tão intensa que a casa ficou completamente destruída, causando danos nas residências mais próximas.  Inclusive, uma pessoa que havia desaparecido em meio a catástrofe foi encontrada nas proximidades.
Bombeiros agem com precisão para salvar moradores
Outra testemunha, disse que  "os veículos de emergência de várias cidades vizinhas estão no local socorrendo as vítimas.
"Nós ainda não conhecemos as circunstâncias reais dessa tragédia’, disse um dos policiais. "As lojas e as casas próximas foram danificadas pela violência da explosão".
A Bélgica esteve em alerta para ataques terroristas após três atentados suicidas coordenados pelo Estado islâmico (ISIS) em março do ano passado. Duas bombas no aeroporto de Bruxelas e uma na estação de metrô Maalbeek, no centro de Bruxelas, mataram 32 civis e feriram mais de 300 pessoas.
Outra bomba também foi encontrada durante uma busca no aeroporto. O último ataque terrorista da Bélgica ocorreu sexta-feira em Bruxelas, depois que um homem somali atacou dois soldados patrulhando no centro de Bruxelas com uma faca.
A polícia antiterrorista da Bélgica tem sido fortemente criticada nos últimos anos, já que muitos terroristas que atacaram em outras partes da Europa estiveram centrados no país.
Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.