Criança esperança? Por que a Globo insiste em tirar dinheiro do povo?

Povo brasileiro não tem mais de onde tirar dinheiro 
As famílias no Brasil passam por dificuldades. Ajudar de que forma?

“Passa a mão no telefone e ligue agora e faça a sua doação...” É dessa forma que a Globo entra na casa das pessoas, como pedinte, tentando tirar dinheiro do povo brasileiro. Todos sabem das dificuldades que as famílias no Brasil enfrentam, com uma política suja, que engana, manipula e que se apropria de cifras milionárias para abastecer o engodo de interesses escusos.

A função de uma emissora como a Rede Globo é levar informação – que não seja tendenciosa, evidente -, de entreter, mas essa “coisa” de ficar pedindo esta ou aquela quantia é abominável. O povo brasileiro já não tem de onde tirar dinheiro para pagar suas contas. E como linha de frente, a emissora coloca elenco de atores sorrindo – com caras e bocas-, mais parecendo vendedores de sabonete líquido.

E a cena é no mínimo grotesca. Sentados em uma mesa -esperando o seu telefonema -, parece a bancada dos filhos de Zaqueu, chefe dos cobradores de impostos em Jericó – perdão pela citação bíblica. Os “famosos” levantam o telefone, olham para a câmera com sorriso postiço: “Oi, querido – pode ser querida também, como queira -, só falta você para botar um dinheirinho na nossa poupança”.

Por que não mudar a política de arrecadação?
Por que não muda a política de arrecadação do Criança Esperança? Seria mais adequado - transparente - que cada cidade tivesse seu representante, e que a verba doada fosse destinada às intuições de caridade do respectivo Município  – claro, com supervisão fiscal para evitar fraude.

A frase “você tem que doar” é como uma invocação do mal porque a pessoa acaba contaminada com tanta enxeção da paciência  - pra não dizer outra palavra - e tira da sua conta e doa o que às vezes não pode.

Não estou me referindo às doações às entidades que realmente precisam. Ajudar é um ato louvável – temos que dividir o pão -, mas sem alarde, sem quantias específicas como faz o Criança Esperança. Sem gesto autoritário.

E fica aqui uma sugestão ao Criança Esperança: por que não fazer uma campanha de arrecadação lá em Brasília, na Câmara dos Deputados ou mesmo no  Senado? Seria maravilhoso! Já chega! Deixa o nosso povo em paz!

Walther Alvarenga



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.