Indignados com gastos de 4 milhões, povo proíbe shows de Safadão e Luan Santana.


Preço do show de Wesley Safadão deixa população revoltada  


Tribunal de Conta cancela festa e população comemora


Em São Lourenço da Mata, município do estado de Pernambuco, a 19,7 km da capital Recife, o povo protestou contra a decisão do prefeito local, Bruno de Oliveira, em pagar quatro milhões de reais pelos shows de Luan Santana e Wesley Safadão.

Xingo, indignação pelas ruas da cidade, afinal, os servidores públicos estão com salários atrasados desde dezembro de 2016; a saúde na cidade está um caos, entre outros problemas gravíssimos.

O Tribunal de Contas reconheceu a situação crítica da cidade e mandou cancelar os shows, em caráter irrevogável, diante do preço exorbitante da festa, deixando o prefeito extremamente irritado – isso é o Brasil. O gigantesco palco que vinha sendo montado para o evento em São Lourenço da Mata começa a ser retirado, com aplausos dos moradores.

"Não precisamos de Luan. Precisamos de dignidade", diz moradora.


“Não precisamos de Luan Santana nem de Wesley Safadão, o que a cidade precisa é de dignidade aos trabalhadores. A nossa saúde pede socorro e o povo não aguenta mais tanta ladroeira. Chega!”, desabafou uma moradora aos gritos.

Walther Alvarenga


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.