Trump é chamado de “mentiroso racista” em sua visita ao Texas

Donald Trump leva bandeira do Estado do Texas
Presidente vai a Corpus Christi e se reúne com autoridades

A devastação do Texas – provocada pela furação Harvey – representa o maior desafio para o Presidente Donald Trump em consequência ao desespero e a necessidade das famílias que perderam suas casas e estão em abrigos. O republicano saudado pelo povo, também recebido com cartaz que dizia: "Mentiroso racista".

Nesta terça-feira Trump, acompanhado da primeira-dama, Melanie, desembarcou na cidade de Corpus Christi, no Texas, se encontrando com as autoridades do Estado, no quartel de bombeiros. Ele acenou para a população, mostrando-se preocupado com a tragédia.

Trump chega a Corpus Christi acompanhado de Melanie
"Queremos fazer melhor do que nunca", garantiu Trump que optou por não se deslocar às áreas mais afetadas, como Houston, para não desviar as atenções das operações de salvamento.

"Queremos que daqui a cinco ou dez anos digam que fizemos o que tinha de ser feito. O que aconteceu foi de uma dimensão épica. Não vamos congratular-nos antes de estar tudo acabado", acrescentou o presidente ainda no encontro que teve em Corpus Christi com as autoridades locais.

Cumpriram-se nesta terça-feira 12 anos desde que, em 29 de agosto de 2005 o furacão Katrina chegou a terra, entrando à fronteira do Louisiana e do Mississípi. A devastação que provocou na cidade de Nova Orlean ainda está na memória.

Trump se reúne com autoridades do Texas
Mais de 1800 pessoas morreram. A Administração de George W. Bush, então presidente dos EUA, foi severamente criticada e acusada de responder tardiamente à catástrofe.

Donald Trump deslocou-se à cidade de Corpus Christi, no Texas, para observar mais de perto os estragos do furacão Harvey, agora reduzido à categoria de tempestade tropical, mas não menos perigoso.

População saúda chegada do presidente a Corpus Christi
Depois de deixar o quartel de bombeiros onde teve lugar a reunião, Trump dirigiu-se à população  que o aguardavam: "Que multidão, que grande afluência", disse, agradecendo a presença dos cidadãos.

Nem todos eram apoiantes do presidente. "Mentiroso racista", podia ler-se num cartaz. Em seguida Trump voltou a embarcar no Air Force One rumo a Austin.

Walther Alvarenga


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.