Novidade: iPhone 10 chega ao mercado com promessa de revolucionar.

iPhone 10 reconhece o rosto do utilizador
Aparelho traz sistema de autenticação biométrico que substitui o Touch ID

Já está a caminho o maior lançamento da Apple desde o primeiro iPhone: o iPhone X (diz-se 10) que não tem botão Home, mas reconhece o rosto do utilizador. Trata-se de um novo sistema de autenticação biométrico que vem substituir o Touch ID (impressões digitais).

O iPhone 10 chega ao mercado em três de novembro em versões de 64 GB e 256 GB. As reservas são iniciadas a partir de 27 de outubro e o preço começa nos €1179 ($ 1. 100). No Brasil o preço poderá ser de 5 a 6 mil reais.

A Apple garante que o Face ID é mais seguro e eficiente que o Touch ID, indicando mesmo um número 1:1000000. Esta é a hipótese de uma pessoa aleatória conseguir desbloquear o iPhone. Bem menos que o 1:50000 do Touch ID.

Ainda assim, a Apple recomenda que o iPhone X seja protegido por password se o utilizador tiver um gêmeo idêntico. O sistema utiliza uma parte específica do processador para analisar os dados captados pela câmara.

Mas não se trata apenas de uma análise de uma imagem, já que há, por exemplo, um emissor que projeta pontos invisíveis no rosto do utilizador para criar um "mapa" 3D da face.

Neste aspeto, a grande novidade deverá ser um novo processador, o A11. E o maior desempenho será importante para que os novos iPhone sejam os primeiro da Apple a integrar funcionalidades de Realidade Aumentada.
Câmeras permitem edições em tempo real
Uma tecnologia que Tim Cook já disse ter o potencial para ser tão revolucionária quanto o primeiro iPhone. A câmara frontal inclui capacidade de medir a profundidade (3D) para misturar elementos digitais com elementos reais captados.  
As câmaras traseiras têm muitas semelhanças com as câmaras do iPhone 8 Plus, mas são ambas estabilizadas. As capacidades 3D da câmara frontal permitem edições em tempo real com base na profundidade. Por exemplo, é possível alterar facilmente o fundo que está por detrás do fotografado.
Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.