Teleton dos astros arrecada milhões às vítimas do furacão

Tom Hanks e Oprah Winfrey participaram da campanha
Tom Hanks, Julia Roberts, Will Smith e Oprah Winfrey participaram
Em um gesto solidário às vítimas do furacão Irma e furação Harvey, que devastaram cidades e desabrigaram famílias nos EUA, os astros do cinema americano se reuniram nesta terça -feira em Los Angeles, e demais cidades do país, para realizar a Campanha – Mãos sobre mãos - com objetivo de arrecadar verbas para suprir o sofrimento dos que perderam tudo.
George Clooney, Cher e Leonardo DiCaprio foram para o telefone
O Teleton das estrelas de Hollywood, como foi chamado, reuniu nomes consagrados como Leonardo DiCaprio, George Clooney, Julia Roberts, Tom Hanks, Will Smith, Barbara Streisand, a apresentadora Oprah Winfrey, que foram para os telefones. Em uma hora eles arrecadaram mais de US $ 14 milhões.
Durante a campanha, intercalada com shows e várias outras atrações, os artistas usaram a causa para a conscientização sobre o aquecimento global. Stevie Wonder abriu o show batendo contra aqueles que negaram as mudanças climáticas e disse-lhes para acordarem e abrir os olhos antes de se lançarem na música Lean on Me.
Reese Witherspoon e Nicole Kidman, unidas.
Beyonce, que nasceu em Houston, não participou do evento, mas gravou uma mensagem e a usou para pedir a todos que se unissem. A superstar disse: "Os desastres naturais não discriminam. Eles não veem se você é imigrante, preto ou branco, judeu ou muçulmano, rico ou pobre. Estamos todos juntos nisso ".
DiCaprio e Jamie Foxx se empenharam
Oprah Winfrey, Cher, Reese Witherspoon e Nicole Kidman relataram histórias trágicas do furacão no Texas. Enquanto Demi Lovato, Usher, Blake Shelton e muitos outros realizaram performances em diferentes locais nos Estados Unidos durante o Teleton.
Dwayne 'The Rock' Johnson revelou como sua família havia sobrevivido ao furacão Andrew, que derrubou a Flórida em 1992 e pediu às pessoas que doassem o mínimo que tiveram.
Stevie Wonder abriu evento e alertou autoridades
O ator rápido e furioso disse: "Não há estranhos após um furacão. Sem partidos políticos, sem agendas. É tudo sobre a sobrevivência, somos um, unidos, é tudo o que importa agora".
Pelo menos 70 pessoas morreram durante o furacão Harvey no mês passado e o furacão Irma matou pelo menos 34 no Caribe e deixou 12 mortos nos EUA.

Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.