Tensão na Flórida: faltam poucas horas para chegada do furacão.

Miami está deserta, apenas a polícia vasculha as ruas e praias.
Nas ruas silencio, a paisagem de desolação total. Perigo iminente.

As ruas de Miami estão desertas, milhões de pessoas deixaram a cidade temendo a chegada do Furacão Irma, prevista para a madrugada deste domingo. Alguns empresários e comerciantes decidiram ficar na cidade – temendo que seus estabelecimentos sejam saqueados -, mesmo alertados para que deixassem Miami, pois há riscos das águas do mar invadirem os grandes centros.

No período da tarde, a polícia vasculhou as praias, completamente desertas, apresentando um cenário de abandono e de desolação. O glamour da cidade de grandes praias, de eventos importantes foi apagado pelo perigo iminente, que chega sorrateiramente, depois de destruir ilhas, moradias e matar pessoas.

Em Orlando, ventos fortes e chuva.
Há um silencio que paira em Miami e Orlando, na Flórida, pois as pessoas não sabem exatamente o que estar por vir. Nos supermercados e casas de madeira, todos os estoques acabaram rapidamente. 

Os frascos de água e alimentos não perecíveis desapareceram das prateleiras e, as madeiras e tapumes também foram todos vendidos.

Daqui a pouco – esta matéria está sendo publicada às 20h57 deste sábado -, após a meia-noite, iniciam-se os momentos cruciais para as pessoas que estão na Flórida, aguardando pelo visitante inesperado: o furacão. Famílias oram nesse momento e há muita apreensão.

Ninguém sai às ruas ou se atreve a dar uma volta no quarteirão com o carro para dar uma olhada no tempo. Apenas a polícia e homens treinados para socorrer as vítimas do furacão é que se locomovem na noite.


Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.