Juiz da Califórnia proíbe Trump de deportar crianças indocumentadas

Jovens e crianças não podem ser deportados por Donald Trump
O juiz William Alsup, proibe Trump de acabar com programa DACA
Um juiz dos EUA, em San Francisco, William Alsup, proibiu temporariamente a administração do presidente Donald Trump de acabar com um programa DACA que protege cerca de 800 mil jovens e crianças da deportação, que entraram no país ilegalmente, acompanhando os seus respectivos pais.
A administração do Trump anunciou em setembro que tinha revogado o DACA, assinado pelo então presidente Barack Obama, uma decisão que foi contestada em vários tribunais federais por procuradores gerais, organizações e indivíduos democratas do Estado.
Crianças que acompanharam os pais aos EUA devem ficar
O juiz William Alsup, decidiu em San Francisco nesta terça-feira, que o programa DACA deve permanecer enquanto o litígio é resolvido. A decisão poderia complicar as negociações entre Trump e os líderes do Congresso sobre a reforma da imigração.
"A ordem de hoje não altera a posição do Departamento de Justiça sobre os fatos", disse o porta-voz do departamento, Devin M. O'Malley.O departamento "continuará a defender vigorosamente essa posição", disse ele.
A luta dos Dreams continua no país
A decisão do juiz Alsup segue uma série de decisões de outros juízes dos EUA que buscam controlar as políticas de imigração de Trump, incluindo decisões que limitavam a administração às cidades santuário e reduziram o alcance de uma proibição contra viagens de alguns municípios com maioria muçulmana.
Quase 800.000 jovens, conhecidos como Dreamers, foram protegidos da deportação e tinham direito a trabalhar legalmente no país, no âmbito do programa DACA, em setembro de 2017, segundo a decisão do juiz Alsup. 
Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.