Casa dos horrores é descoberta nos EUA. Crianças não comiam e não bebiam.

Os pais adotivos, Benito e Carol foram denunciados e presos.

Os filhos, com idades entre seis e 12 anos, viviam em condições deploráveis.

Nova casa dos horrores é descoberta nos EUA. Filhos  adotivos – entre seis e 12 anos – não comiam e não bebiam durante horas. Benito Gutierrez, de 69 anos, e Carol Gutierrez, de 64, pais adotivos de quatro crianças, foram detidos em Tucson, Arizona.

O casal é acusado de maus tratos e abusos a menores depois de ter sido descoberto que os filhos, com idades entre 6 e 12 anos, viviam em condições deploráveis, sem acesso a comida e água durante horas.

"As crianças estavam em quartos separados, que estavam trancados do lado de fora. Não tinham acesso à comida e água. O banho era de vez em quando", disseram as autoridades locais em comunicado.

Um dos quartos tinha um balde, segundo a polícia, que as crianças usavam para se lavar.

A situação foi descoberta depois que uma das crianças conseguiu fugir de casa, através da janela de um dos quartos, conseguindo chegar a um supermercado perto da casa.

O funcionário da loja, vendo a idade e o estado da criança, ligou imediatamente às autoridades. A criança estava desnutrida e chorava muito.

Esta é a segunda "casa dos horrores" descoberta em pouco tempo nos EUA, depois do caso do casal Turpin, que mantinha 13 crianças acorrentadas em casa, onde eram torturadas e passavam fome.

Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.