Coreia do Norte suspende testes nucleares. Kim Jong-un quer equilibrar economia.

Kim Jong-un anuncia que testes serão interrompidos a partir deste sábado
A partir deste sábado estão suspensos testes de mísseis, anuncia o país.

O temido Kim Jong-un que ameaçada o mundo com os seus testes nucleares, produzindo armas químicas, recuou. Deu passo atrás e anuncia que Coreia do Norte irá interromper neste sábado os testes nucleares e que não haverá mais necessidades de fazer testes balísticos. A notícia surpreendeu os EUA, às vésperas do encontro entre o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano.

O regime de Pyongyang diz que irá suspender os testes de mísseis nucleares de longo alcance já a partir deste sábado e que pretende encerrar o espaço onde estas armas são testadas, informa Korean Central News Agency (KCNA).

Líder norte-coreano quer equilibrar economia do país
"A partir de 21 de Abril, a Coreia do Norte vai parar os testes nucleares e o lançamento de mísseis intercontinentais", pode ler-se na notícia da KCNA que foi publicada depois de uma reunião do Partido dos Trabalhadores da Coreia, o partido que rege o país.

Este anúncio surge uma semana antes de Kim Jong-un ter um encontro marcado com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in. Esta reunião servirá para preparar o encontro entre o líder norte-coreano com o presidente dos EUA, Donald Trump.

Os dois líderes mundiais chegaram a trocar insultos de forma indireta. Kim através da agência noticiosa e Trump através do Twitter. O executivo de Kim Jong-un chegou mesmo a anunciar que tinha criado uma ogiva nuclear e que tinha mísseis fortes o suficiente para levar essas mesmas ogivas até ao território norte-americano.

Relativamente a estas afirmações, Antonio Guterres, o secretário-geral da ONU, disse que a Coreia do Norte havia demonstrado "um completo desprezo pela visão unida da comunidade internacional".

A Coreia do Norte orgulha-se muitas vezes da sua "dissuasão nuclear", acusando os Estados Unidos de tentar iniciar uma guerra de agressão”, disse na ocasião.

Um clima de paz  volta à Coreia do Norte e Kim Jong-un anunciou que a sua preocupação no momento é equilibrar a economia do país. 

Walther Alvarenga


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.