Arriscado resgate das crianças presas na caverna da Tailândia. Veja o que pode acontecer.

Acompanhe o gráfico dramático do resgate das crianças e do técnico

As crianças choram e pedem para voltar para casa, mas resgate é difícil.
As autoridades tailandesas continuam correndo contra o tempo para salvar as 12 crianças de uma equipe de futebol na Tailândia, e seu treinador de 25 anos, presos em uma caverna hás vários dias para o desespero dos pais. Meninos entre 11 e 16 anos de idade estão abaixo da terra, abatidos psicologicamente e temendo um destino incerto. Não há como retirá-los da caverna de imediato, pelas inundações de água no local. É tudo muito arriscado.
As opções de resgate são “muito limitadas”, afirmam mergulhadores e nadadores experientes, o que coloca a vida das crianças e do técnico “em grande perigo”.
As águas que inundam o local é o grande desafio
Os meninos e o técnico de futebol presos dentro de uma caverna na Tailândia enfrentam muitos obstáculos. O medo tem sido constante, pois a escuridão do local – pouco iluminado – , as condições de umidade e o confinamento inadequado, deixam a todos inseguros. Alguns meninos choram e pedem para voltar para casa.
Mergulhadores fazem manobras arriscadas para chegar até às crianças
Glenda Chong, do Channel News Asia, explicou em detalhes os muitos desafios que os garotos e seu treinador teriam que enfrentar se as autoridades decidissem guiá-los para fora da caverna por meio de mergulho e natação através do túnel. 
Uma operação incansável para salvar as crianças na caverna
“O que está sendo considerado agora é fazer com que o grupo mergulhe, mas isso representa grandes riscos”, alerta Glenda.
“A primeira coisa é que o fluxo de água é muito forte em algumas partes. Também é abafado, o que significa que a visibilidade é praticamente zero”, aponta.
“Um espaço confinado inadequado também é um problema porque em algumas áreas é tão estreito que os mergulhadores tiveram que tirar seus tanques para se espremerem”, conta Glenda.
“A maioria dessas crianças não sabe nadar, muito menos mergulhar. Equipes de resgate agora estão dando cursos intensivos. Isso pode guiar cada garoto e seu resgate para fora da caverna, abaixo do solo e em grande profundidade”.
“Alternativamente, os mergulhadores de resgate podem posicionar-se ao longo da rota passando os meninos. E também é provável que posicionem tanques de oxigênio em intervalos regulares para garantir suprimento de ar suficiente. Ainda assim, todo o percurso arriscado deve levar três horas ou mais para cada menino", esclarece à apresentadora.
Ela acrescentou que perfuração na caverna de cima até agora foi excluída como uma opção para salvar as crianças e o técnico, uma vez que levaria ainda mais tempo.
Chong disse que,  “a perfuração pode demorar muito. O grupo está encalhado a cerca de 1 km abaixo do topo da montanha e as equipes de resgate também estão procurando outras maneiras de entrar na caverna”.
Alguns meninos choram e pedem para voltar para casa
Entenda a situação do caso - O time de futebol, com os 12 meninos e o técnico, desapareceu durante uma visita escolar em 23 de junho, depois de uma inundação na caverna de Tham Luang Nang None, no norte da Tailândia.
Os mergulhadores de resgate encontraram incrivelmente todos os 12 garotos e seu treinador de 25 anos e começaram a correr contra o tempo para tirar todo o grupo da caverna inundada.
Atualmente, as crianças estão sendo ensinadas a usar equipamentos de mergulho, mas de acordo com a mídia local, nenhuma das 12 crianças pode nadar.
O mergulho de três horas é desafiador até mesmo para os dois mergulhadores britânicos que estão entre os melhores do mundo.
Aqueles que entram e saem para ver os garotos ficam com cortes e contusões enquanto navegam pelos túneis escuros e estreitos.
Para piorar as coisas, a água foi acidentalmente bombeada para a caverna, em vez de ser sugada por voluntários, fazendo com que um dia de trabalho fosse quase inútil. 
Walther Alvarenga


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.