Celebração da vida, da liberdade, durou 432 horas. Tailândia agradece ao mundo.

Os 12 meninos do time Javalis Selvagens foram salvos

O fim de 432 horas de empenho e coragem celebra o valor da vida
O resgate dramático de 12 garotos e do técnico da equipe de futebol Javalis Selvagens, demostrou a fé de pessoas em todo o mundo, que acompanharam comovidas o salvamento em uma caverna da Tailândia. E nem mesmo os jogos da Copa do Mundo na Rússia conseguiram desviar as atenções para um fato que denota a preocupação pelo próximo – independente de nacionalidade – deixando evidente que ainda somos pessoas melhores.
A esperança jogou por terra o individualismo – pelo menos neste episódio envolvendo os tailandeses – o que de fato representa uma luz no fim do túnel, quando enfrentamos a era da mecanização e de jogo de interesses.
A alegria das crianças na Tailândia
Todos os olhares, preces e atenções voltaram-se para uma caverna escura, submersa pelas águas lamacentas, onde um grupo de crianças e seu treinador ficaram confinados. Foi uma lição de resignação, do poder Deus e do consciente coletivo.
Foram mergulhos, estudos e, não devemos esquecer a morte do experiente mergulhador , Saman Kunan, de 38 anos, que deu a sua vida pelo salvamento dos 12 meninos e do treinador. Ele fez o que pôde, mas não conseguir retornar à superfície. Mas nada foi em vão, seu legado de coragem ficará para sempre.
A explosão de alegria propagou-se do Norte da Tailândia para o mundo inteiro quando todos – os 12 meninos e o treinador foram salvos.
Mas depois de todos do time saírem da caverna, ainda faltavam sair os três Navy Seals tailandeses e o médico australiano que passaram a última semana dentro da caverna e os 19 mergulhadores envolvidos na operação  interna (11 da Tailândia, os restantes britânicos, australianos e norte-americanos) eram aclamados como heróis.
Ainda vai durar mais alguns dias a operação para retirar materiais e cabos que serviram de apoio para os mergulhadores. Ao fim de 432 horas, finalmente, a luz. E com isso um planeta inteiro explodiu de alegria. Não há espetáculo mais belo do que a conquista da liberdade. Parabéns a todos, indistintamente!
Walther Alvarenga


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.