O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aviso racista em hotel na Suíça gera conflito diplomático com Israel


Direção do hotel pediu desculpas as autoridades de Israel
Cartaz na piscina "para clientes judeus" foi ataque antissemita

O hotel suíço “Really Aparthaus Paradies”,  na aldeia de Arosa nos Alpes suíços, provocou um incidente diplomático entre a Confederação Suíça e Israel, com um recado escrito em cartaz afixado na piscina, endereçado aos hospedes judeus: "clientela judaica, por favor, tomar uma ducha antes de entrar na piscina." O cartaz foi fotografados por um cliente, provocando um alvoroço. 

A vice-ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Hotovely, exigiu um pedido de desculpas oficial da Suíça para "este ato antissemita da pior espécie." 

Nesta terça-feira a Suíça respondeu: "Temos reiterado ao embaixador de Israel que a Suíça condena o racismo, o antissemitismo e a discriminação".

O pedido de desculpas da direção do hotel Really Aparthaus Paradies, foi imediato. Disse o proprietário que por muitos anos “recebemos clientes judeus” que residem no Reino Unido, nos Estados Unidos ou em Israel. 

Vice-ministra das Relações exteriores de Israel exigiu pedido de desculpas
"Nós imediatamente removemos as advertências, mas não houve intenção antissemita", relata. "Temos muitos clientes judeus e percebemos que alguns não tomam banho antes de nadar - disse o empresário. "Os outros clientes me pediram para fazer alguma coisa, e eu escrevi uma pequena e ingênua advertência”, justificou.

Ele explicou em detalhes o que o aviso dizia: "Para nossos clientes judeus, mulheres, homens e crianças, pedimos-lhe para tomar um banho antes e depois da natação. Se vocês não seguirem a regra, serão forçado a deixar a piscina. Obrigado pela compreensão”, admitiu o proprietário.

A clientela judaica não gostou do aviso. O Centro Simon Wiesenthal pediu ao ministro suíço de Justiça para "acabar com o ódio no hotel" e punir os gestores. 


Walther Alvarenga

Nenhum comentário