O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Confusão:Turistas desistem de Barcelona e querem dinheiro de volta.

Turistas desistem de voos para Barcelona 
As operadoras de turismo estão apavoradas. O que fazer?
Se em Barcelona há forte comoção pelo ataque terrorista de quinta-feira, em La Rambla, que matou 14 pessoas e feriu 100, entre os turistas que já compraram e pagaram a passagem para ir à Espanha  – que ainda não viajaram -, a desistência em massa está deixando as companhias aéreas e operadoras de turismo apavoradas.
Pessoas de vários países europeus, dos EUA e da Ásia querem o dinheiro de volta, alegando que não há mais clima para ir a Barcelona ou qualquer outra parte da Espanha. Outro fator agravante é que a campanha contra turistas no país, deflagrada pelo povo espanhol, está desestimulando os turistas que tinham planos de ir com a família para a Espanha.
Em contrapartida, as operadoras de turismo resistem, dizendo não há como devolver o dinheiro já pago – alguns pagamentos foram feitos com dois meses de antecedência -, gerando bate-boca. Entretanto, as operadoras de turismo são obrigadas, legalmente, a oferecer um reembolso total ou férias alternativas em outro país.
Compreensivelmente, os turistas podem se sentir desconfortáveis ​​com uma viagem iminente para outro destino. Mas a maioria dos viajantes quer mesmo cancelar sua viagem - e espera pelo reembolso da companhia aérea, o que vem gerando confusão. 
Operadoras de turismo discutem saída para impasse com turistas
Malcolm Tarling, da Associação de Seguradoras britânicas, disse que: "O cancelamento da viagem em razão da guerra ou do terrorismo não é coberto pela sua apólice de seguro. É improvável que eles- turistas- sejam cobertos por cancelamentos na sequência de um ataque ”.
Portanto, se você está preocupado com os incidentes relacionados ao terrorismo nas suas férias, verifique se o seu pacote de seguro inclui uma cláusula relacionada ao terrorismo antes de comprar a passagem para evitar futuro transtorno.
A cobertura se estende por todo o mundo, exceto para viajar para países como Síria, Afeganistão, Somália, Líbia, Iêmen, Iraque, Irã, Sudão e Coréia do Norte.
Walther Alvarenga


Nenhum comentário