O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A noite foi dele, Cristiano Ronaldo, eleito melhor jogador do ano.

Cristiano Ronaldo ganha título pelo segundo ano consecutivo
Craque português deixou para trás Neymar e Messi com Prêmio da FIFA

A noite foi dele, Cristiano Ronaldo, que levou o título de melhor jogador do ano, deixando para trás Messi e Neymar. O jogador roubou a cena mais uma vez, deixando evidente que está em sua melhor fase e que continua à frente.

Vestindo um terno preto, colete e gravata, Cristiano Ronaldo chegou ao London Palladium acompanhado do filho mais velho e da namorada – recebendo na noite desta segunda-feira, em Londres, o Prêmio da FIFA de melhor jogador do ano. É o segundo consecutivo para o português, que na última temporada venceu o Mundial de Clubes, o Campeonato Espanhol e a Champions League.

Neymar, Daniel Alves e Marcelo na Seleção do Mundo, eleita pela FIFA.

Brasileiros premiados - Na Seleção Mundial, eleita pela FIFA, à inclusão de três brasileiros: Daniel Alves
 foi premiado pela sétima vez, a terceira seguida, enquanto Marcelo foi eleito pela quinta vez, também a terceira seguida. 

Neymar, por sua vez, esteve entre os onze apenas pela segunda vez. A primeira aconteceu em 2015, quando também esteve entre os três melhores jogadores do mundo. Desde 2005, quando foi criada, a seleção da Fifa sempre teve ao menos um brasileiro.

Cristiano Ronaldo derrotou Messi e Neymar com os votos de jornalistas, treinadores, capitães das seleções e torcedores inscritos no site da FIFA. Zinedine Zidane também ganhou o prêmio de melhor treinador do ano. Claudio Ranieri, que tirou o galardão de Zidane no ano passado, entregou o prêmio ao francês.

“Meu inglês é muito ruim”, disse o técnico do Real Madrid soltando uma gargalhada. “Vamos fazer um pouco em francês e um pouco em espanhol”, acrescentou.

Cristiano Ronaldo, que também faz parte da seleção mundial, terminou a temporada em Cardiff, no dia 3 de junho, com 42 gols: 25 no Campeonato Espanhol, 12 na Champions, 4 no Mundial de Clubes e um na Copa.

Com exceção de sua primeira temporada, na qual perdeu semanas de competição por causa de uma lesão, o português nunca havia marcado tão pouco (se é que 42 gols em 46 jogos podem ser qualificados como poucos), mas seus gols foram muito importantes na Champions.

Fez dois na Allianz Arena, quando o Real Madrid estava contra as cordas no jogo de ida das quartas de final, três no jogo de volta no Santiago Bernabéu e outros três contra o Atlético, algumas semanas depois, no primeiro jogo das semifinais. Quase todos, além disso, foram gols de centroavante puro.

Problema judicial -Vale lembrar que no fim de julho, Cristiano prestou depoimento à Justiça por quatro crimes contra as Finanças Públicas, supostamente cometidos entre os anos de 2011 e 2014, e que envolvem uma fraude fiscal de 14,76 milhões de euros (cerca de 55,72 milhões de reais).

Irritado com o tratamento, em sua maneira de ver, recebido na Espanha, confessou aos companheiros de seleção que se sentia perseguido e criminalizado.


Walther Alvarenga

Nenhum comentário