O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasileiro “dedo duro” ameaça emigrantes sem documentos nos EUA.

Falsas mensagens avisam que Imigração está por perto
A sucessão de mensagens falsas, desleal, deixa emigrantes desesperados.  

Ele foi chamado de “dedo duro” por denunciar emigrantes e passar mensagens falsas, atemorizando a todos, principalmente no trabalho. A identidade desse brasileiro foi descoberta, mas ele mudou de endereço – morava em Newark –, e ninguém sabe do seu paradeiro.

Pode estar na região de Westchester ou mesmo em Connecticut. Por razões óbvias o seu nome e identidade vêm sendo mantidos em sigilo, até que ele seja punido pelas atrocidades cometidas com os próprios compatriotas.

O brasileiro “dedo duro” agia da seguinte forma: ele enviava mensagens para o celular de suas “vítimas” – brasileiros, evidente -, dizendo que a Imigração estava próximo do seu trabalho. Isso gerava pânico porque a pessoa entrava em desespero.

Brasileiro "dedo duro" morava na cidade de Newark
Esse procedimento ocorreu inúmeras vezes, inclusive, uma brasileira em Mount Vernon teve que dormir no trabalho – ela é house cleaner – porque recebeu mensagem dizendo que a Imigração estava cercando brasileiros na rodovia de acesso a Mount Vernon.

Outro rapaz deixou o trabalho às pressas – ele faz pinturas -, quando a mensagem no seu celular alegava que agentes da imigração estavam chegando ao seu trabalho. Assustado, o jovem ficou uma semana em casa.

Geralmente, essas mensagens são enviadas para brasileiros que não têm documentos nos EUA, os chamados indocumentados.

Uma senhora, cozinheira de uma família em Irvington, ficou tão apavorada com as falsas mensagens que acabou deixando o trabalho, com receio de ser pega pela Imigração. Sabe-se que ela se mudou para a Filadélfia.

A onda de boataria envolvendo os emigrantes é algo desleal. Um terrorismo psicológico sem precedentes, provocando o medo. O fantasma da deportação voltou a perseguir os brasileiros sem documentos, desde que a sucessão de mensagens vem “atacando” a todos, de forma abusiva.

Quanto ao brasileiro “dedo duro”, conseguiram rastrear as suas mensagens, mas ele escapou. Ninguém sabe do seu paradeiro, embora as falsas mensagens continuam sendo enviadas.


Walther Alvarenga  

Nenhum comentário