O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Luan Santana precisa tomar banho urgente. A imagem é incômoda.

 
Estranha imagem de Luan Santa que denota total desleixo
Cantor adquiriu imagem desleixada, cabelos atrapalhados e roupas gastas.

 Não tenho absolutamente nada contra o cantor Luan Santana  - nem ouço suas músicas - eu o vi pessoalmente uma única vez, em Nova Iorque, durante sua apresentação no Brazilian Day, inclusive, estava cobrindo o evento para o meu programa com brasileiros no mundo.

Mas a questão não é exatamente essa: o que se estranha é a forma desleixada como o cantor tem aparecido ultimamente na mídia, com aspecto de sujeira. Cabelos atrapalhados – parecem que nem são lavados – e roupas gastas e sujas e, com certeza, as pessoas próximas ao artista – músicos, assessores e mesmo contratantes - devem sentir o cheiro de quem não toma banho há dias.

Um artista que se torna referência para uma geração, caso de Luan Santana, parece estar mergulhado no limbo da esterqueira, o que lhe confere total falta de atenção com o que passa às pessoas.

Cuidados e atenção com a imagens são fundamentais
Curioso é que determinado artista quando atinge o que ele considera ápice da carreira, acredita que pode fazer o que quiser. Muita gente se deu mal nessa linha de raciocínio, confiante ao extremo no domínio do público. Imagem é tudo.

É perfeitamente comum a rebeldia de alguns ídolos, sufocados pela pressão do próprio nome, de não poder ser eles mesmos, de não fazer o que realmente gostam por imposição da mídia. Há os que se rebelam e se utilizam de artifícios para externar a sua “prisão”, diria, o engessamento das reais vontades.

Talvez – não posso afirmar isso -, seja a condição do Luan Santana. O rapazinho que se tornou ídolo e que agora deve pagar um preço altíssimo: a satisfação ao seu público.

Mas alguém do seu círculo de atividades deveria avisar o Luan Santana que a imagem que ele ostenta, de sujeito desleixado, passa um “cheirinho incômodo” pela falta de sabonete.

Todos repetem a frase de que “a primeira impressão é a que fica”, mas há um fator contraditório em alguns aspectos. Diria: a boa impressão de fato é o resultado daquilo que realizamos no nosso dia a dia.

No caso do Luan Santana, a imagem de bom moço, amado pelas mães e pelas mocinhas que ainda acreditam no príncipe encantado, montado no cavalo branco – pode ser preto ou marrom, tanto faz -, se transformou no vilão que chega do deserto precisando de um bom banho e de roupas limpas urgentes.

Walther Alvarenga



Nenhum comentário