O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Urgente: Incêndio devasta área de San Francisco nos EUA: 400 desaparecidos.


Mais de 3.500 casas foram consumidas pelas chamas
O fogo danificou 77.000 hectares, destruindo 3.500 edificações.  

Focos de incêndio continuam devastando a região de Santa Rosa, a 90 quilômetros ao norte de San Francisco – Califórnia -, sendo que 400 pessoas seguem desaparecidas. O fogo arrasou 77.000 hectares – área do tamanho de Nova York -, destruindo 3.500 edificações. 

Os moradores estão apavorados, tentando salvar o que lhes resta, segundo jornais locais. O foco já queimou 14.000 hectares, considerada a série de incêndios mais mortal dentre as registradas no Estado.

Bombeiros trabalham ininterruptamente pra conter as chamas
Segundo o último balanço, o número de desaparecidos supera 400 pessoas no condado de Sonoma, o mais afetado. O xerife do condado esclareceu que este número representa só telefonemas ou mensagens de pessoas que não encontravam alguém nos primeiros dias do incêndio, que começou na quarta-feira.

O governador da Califórnia, Jerry Brown, afirmou que os incêndios são os mais destrutivos até o momento. “Tivemos grandes incêndios no passado, mas este é um dos maiores, dos mais sérios. E não terminou". 

Segundo os dados do Cal Fire, o Departamento de Florestas e Proteção de Incêndios, este é o incêndio que mais danos materiais provocou dentre os que se tem registro.

Moradores foram retirados de áreas consumidas pelo fogo 
Mais de 8.000 bombeiros trabalham. As equipes de combate contam com 73 helicópteros, 30 aviões e 550 carros de bombeiro. Cifras altas, mas não suficientes. Foram solicitados ao Governo federal mais 154 unidades e, aos Estados vizinhos, outras 170.

O incêndio mais grave na Califórnia de que se tinha registro até agora aconteceu em Alameda, em 1991: queimou 2.900 edifícios e tirou a vida de 25 pessoas. Depois deste, o incêndio de Cedar, registrado em San Diego em 2003, foi o mais grave, com um saldo de 2.800 propriedades queimadas e 15 mortos.


Walther Alvarenga

Nenhum comentário