O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Violência doméstica contra mulheres na Escócia é preocupante

Número de chamadas para socorrer mulheres na Escócia é alarmante
Governo escocês libera verba para reduzir violência contra as mulheres

É alarmante o número de chamadas na polícia da Escócia com denúncias de violência doméstica contra mulheres e meninas. O porta-voz da Justiça, Liam Kerr, declarou que “recebemos chamadas de várias partes, inclusive, a  polícia é solicitada a 161 incidentes todos os dias”, relata. “É um número alarmante, que vem aumentando”. 
Segundo Kerr, a polícia lida com chamadas sobre o abuso doméstico na Escócia pelo menos uma vez a cada 10 minutos, de acordo com novos números alarmantes.
O número de incidentes registrados aumentou um por cento no ano passado para 58.810, embora os políticos avisassem que isso representava apenas a "ponta do iceberg".
Este total incluiu 31.314 chamadas de abuso doméstico onde nenhum crime foi registrado. Havia nove homicídios, 463 tentativas de assassinatos ou assaltos graves e 796 ofensas sexuais, onde o abuso doméstico era um fator.
Vinte por cento das vítimas eram homens e três por cento estavam nas relações do mesmo sexo, enquanto pelo menos 51% dos abusadores tinham história anterior.
Meninas também são agredidas pelo pai
"Isso reflete terrivelmente na Escócia como um país e nos dá uma visão deprimente sobre a pura miséria que acomete a vida de algumas pessoas”, adverte Liam Kerr. 
O secretário de Justiça, Michael Matheson, descreveu as estatísticas como "inaceitáveis", acrescentando que era necessária "urgência ainda maior" nos esforços para reduzir a violência baseada no gênero.
O governo escocês concedeu 20 milhões de libras esterlinas ao longo de três anos para reduzir a violência contra as mulheres e as meninas. O projeto de lei do abuso doméstico na Escócia, atualmente está passando pelo Parlamento escocês.
O chefe de departamento adjunto Nelson Telfer disse: "Como resultado do lançamento do Plano de Divulgação para Abuso Doméstico da Escócia, as pessoas que suspeitam que seu parceiro pode ter um passado violento têm o direito de solicitar informações.
"Se você ou alguém que você conhece é uma vítima de abuso doméstico, pedimos que você venha e relate," alerta Telfer.

Walther Alvarenga

Nenhum comentário