O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cachorrinha esquecida no aeroporto da Colômbia morre de “coração partido”.

 
Cachorrinha é abandonada e morre no aeroporto da Colômbia 
Cachorrinha ficou no aeroporto um mês, mas não suportou saudade do dono

O amor do homem pelo animal é um algo especial. Na era da desumanidade e de acontecimentos que assombram o mundo, um gesto de fidelidade pode nos comover. O cachorro – voltando à questão do animal -, nutre pelo seu dono um carinho que se traduz  pelos latidos, pulos e a cauda abanando. É assim que ele manifesta o seu amor verdadeiro.  

E um fato que ocorreu no Aeroporto de Bucaramanga, na Colômbia, na manhã deste sábado, comoveu os veterinários e demais funcionários do aeroporto.

'Nuvem Viajante' foi tratada com carinho, mas queria o seu dono.
Uma cachorrinha morreu de “tristeza” no aeroporto de Bucaramanga, na Colômbia, depois de ter sido abandonada pelo seu dono, no saguão de embarque. Tudo o que o animalzinho queria era ser resgatado pelo seu dono, mas isso não aconteceu.

Entenda o fato: Não se sabe o que ocorreu, mas uma cachorrinha foi encontrada pelos funcionários do aeroporto, com a coleira e a corrente presa no braço de uma poltrona, no saguão de embarque.

Foi um corre-corre no aeroporto na tentativa de encontrar o dono do animalzinho. Uma ação remota.

Cachorrinha se recusava a comer. Esperava a vinda do seu dono.
A cachorrinha conquistou o amor dos funcionários e veterinários do aeroporto e passou a ser chamada de ‘Nuvem Viajante’. Todos cuidavam do animalzinho com muito carinho, aguardando pela volta do seu dono ao aeroporto, mas isso não aconteceu.

E mesmo sendo bem tratada, a cachorrinha estava triste, desanimada. Havia se passado um mês, mas ninguém reclamou pelo animalzinho.

Segundo os veterinários do aeroporto, a cachorrinha, ‘Nuvem Viajante’, recusava-se a comer depois de ficar "com o coração partido". Os seguranças do aeroporto diziam que o animalzinho estava profundamente deprimido.

Primeiro comia pouco e depois deixou mesmo de comer. Passava os dias a farejar os corredores. "Ela nunca deixou de esperar que viessem busca-la, mas, apesar dos apelos que fizemos, nunca apareceu ninguém”, lembra um dos seguranças.

“Estava sempre à procura do dono que a abandonou no aeroporto", complementa um funcionário do aeroporto.

‘Nuvem Viajante’ morreu neste sábado pela manhã, no aeroporto da Colômbia, para a tristeza dos funcionários que aprenderam ama-la e compartilhar do seu sofrimento.

"Não sabemos quem a deixou aqui. Verificamos nas câmeras de segurança, mas a cachorrinha morreu de tristeza. Ela estava sempre à procura de alguém que nunca apareceu”, relata outra funcionária que chorou quando soube da morte da cachorrinha.

“Pode-se dizer que ‘Nuvem Viajante’ morreu de coração partido", explica o veterinário Alejandro Sotomonte Nino, da Fundação Protetora dos Animais da Colômbia. 

Walther Alvarenga

Nenhum comentário