O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Por que Sílvio Santos tira do ar reportagem com Carlinhos Aguiar na Record?

Telefonema de Sílvio Santos derruba reportagem de Carlinhos Aguiar
Fala-se que Sílvio Santos ligou pessoalmente para Edir Macedo

Por que Sílvio Santos ligou pessoalmente para a alta cúpula da Rede Record? Com o telefonema o apresentador conseguiu evitar que fosse ao ar neste domingo, no Programa Domingo Show, comandado por Geraldo Luís, a reportagem que abordaria tudo sobre a saída – ou melhor -, a demissão de Carlinhos Aguiar do SBT, após 30 anos de serviços prestados.

Evidente que demissões ocorrem, mas o que causa estranheza entre os jornalistas que cobrem televisão no Brasil, e mesmo os admiradores do ator e humorista Carlinhos Aguiar, é a forma como tudo aconteceu.

Carlinhos esteve na porta de entrada do famoso Salão do Jassa – por quem tenho grande respeito e admiração -, na tentativa de falar com Sílvio Santos, mas o dono do SBT e apresentador do quadro Jogo dos Pontinhos – que tinha participação de Carlinhos -, o ignorou. Fechou a porta na cara.

O que teria feito Carlinhos para magoar Sílvio Santos
E a pergunta que se faz nos bastidores da televisão – isso em todos os canais -, é que Carlinhos Aguiar teria – suposição e não afirmação -, feito algo que desagradou Sílvio Santos.

Inclusive, a reportagem especial que Geraldo Luís preparou para ir ao ar neste domingo, na Rede Record, foi impedida de ir do ar – ou seja, não será apresentada ao público -, por determinação do próprio Edir Macedo.

Estava tudo pronto e Geraldo Luís não pôde fazer nada
Óbvio que Geraldo Luís “subiu nas tamancas”, mas a decisão partiu da cúpula e nada pode ser feito. Manda quem pode e obedece quem tem juízo.

Na reportagem, Geraldo Luís entrevista Carlinhos Aguiar, e mostra a sua trajetória no SBT, durante 30 anos, e, nas entrelinhas, claro, uma alfinetada em Sílvio Santos.

Não vingou. Todo trabalho da equipe de produção foi arquivado. Membro da equipe do Domingo Show teria dito que a reportagem “foi censurada” por Sílvio Santos.


Walther Alvarenga



Nenhum comentário