O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Trump: "Kim Jong-un é cachorro doente", e anuncia sansões massivas.

Kim Jong-un desafia EUA ao lançar novo míssel
 Trump quer "lidar com a crise" e busca o apoio dos parceiros históricos.  

O lançamento de míssil esta semana pela Coreia do Norte deixou os EUA irritados. Donald Trump não poupou críticas a Kim Jong-un, o chamando de “cachorro doente". O presidente republicano anuncia outras sanções massivas contra o país norte-coreano.

O esforço continua: Trump chamou o líder chinês Xi Jinping de exortá-lo a "usar toda alavanca disponível" para conter projetos nucleares da Coréia do Norte.

líder norte-coreano assistiu de "camarote" lançamento de míssil
O embaixador dos EUA Nikki Haley, falando no Conselho de Segurança da ONU, acrescentou um grande detalhe: "O presidente pediu a Xi Jinping que cortasse todos os suprimentos de petróleo a Coreia do Norte".

O próprio Haley apelou "para todos os países do mundo" para "quebrar as relações diplomáticas" e "qualquer troca comercial" com Pyongyang, "porque esse míssil se aproxima da guerra". 

Mas os representantes da China e da Rússia para as Nações Unidas não mudaram de posição: "condenando" testes nucleares, mas os EUA "devem retroceder", "interromper exercícios militares na área" e "abrir negociação direta".

Donald Trump pede à China para "cortar" envio de petróleo à Coreia
Washington elogiou os governos da Itália e da Espanha pela "firmeza" que enfrentavam a Coréia do Norte. A Itália, por exemplo, expulsou o embaixador de Pyongyang no dia 1 de outubro. 

O objetivo é isolar, não quebrar, o regime de Kim Jong-un. Entretanto, imprevisibilidade de Kim requer prudência.

Walther Alvarenga

Nenhum comentário