O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Violência em Paris. Povo revoltado com lei trabalhista em vigor em janeiro de 2018.

 
Trabalhadores se revoltam contra governo de Emmanuel Macron
Houve quebra-quebra. Trabalhadores contra medidas de Macron.

A França, neste domingo, enfrentou a violência nas ruas pelo quinto dia consecutivo, enquanto a turbulência continua a atacar a presidência de Emmanuel Macron. A proposta trabalhista do seu governo revolta a população.
Manifestantes expressaram fúria diante de polêmica reforma trabalhista do líder francês, que entra em vigor em janeiro de 2018. 

A nova lei tornará mais fácil para as empresas contratar e demitir funcionários e reduzir o poder dos sindicatos. 
Cenas de violência nas ruas de Paris
Macron sofreu pressão cada vez intensa nas últimas semanas, com classificações de aprovação e uma economia que afunda.

Esta semana, o presidente francês enfrentou uma revolta em massa de 100 membros do seu partido depois de criticarem suas "promessas e confiança perdidas". 

Depois disso, manifestantes furiosos saíram às ruas neste sábado em passeata anti-Macron pelo quinto dia consecutivo. 

Os manifesttantes anti-Macron enfrentaram dezenas de policiais, enquanto marchavam no Palácio do Eliseu, em Paris, com uma série de bancos e empresas vandalizadas.

Uma ativista de topless enfrentou a polícia, enquanto outros manifestantes, ao redor dela, acendiam fogueiras. 

As manifestações nacionais desta semana - que ocorreram em mais de 200 cidades - também viraram ataques de transporte em toda a França.

Membro influente do partido de Macron, Michel Coste, do sul da França, anunciou que sairá do partido porque as decisões vindas "do topo”, segundo ele, “estão desacreditadas”.

Walther Alvarenga


Nenhum comentário