O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cuidado para não ser preso na Rússia. Dicas para evitar abordagem da polícia.

 
Qualquer atitude suspeita é motivo de prisão na Rússia
 Vai assistir aos jogos da Copa do Mundo? Então presta atenção.

  
Estamos de mãos dadas com 2018, ano de eleição presidencial no Brasil e do Mundial de Futebol na Rússia. Há brasileiros planejando assistir aos jogos da Copa do Mundo na Rússia – tem gente que já reservou hotel e está comprando ingressos. Gostaria de alertar aos desavisados sobre os percalços no território de Vladimir Putin. Todo cuidado é pouco.

E para você que vai à Rússia em 2018, o chamado marinheiro de primeira viagem, presta atenção nas dicas que o BLOG pesquisou para você, evitando transtornos que possam comprometer a sua viagem. Lembre-se: em território russo, estrangeiro é alguém suspeito.

O policiamento ostensivo em Moscou deixa visitantes em alerta
Caso você não tenha cabelo loiro, não tenha olhos azuis – não vale lente de contato – , ou que não fale o idioma corretamente, a polícia fica de olho. O estrangeiro é um ponto de interrogação na ótica da polícia russa.

Por exemplo, se sua aparência estiver desleixada, aquele tipo que sai do estádio sem camisa e descalço, você estará na estará na mira dos policiais, que estão em busca por vistos vencidos, entre outras coisas.Na Rússia a lei permite que policiais parem qualquer pessoa para checar seus documentos e saber se está tudo em ordem. Eles estão na caça de alguém com visto vencido. E quando pegam...

A polícia é ágil e não brinca em serviço na Rússia
E se você é do tipo mochilão,  que leva a mochila para todos os lugares, presta atenção: em locais como metrô, trens ou espaço de grande concentração de massa, esteja pronto para passar seus pertences por raios-x para checagem.

Nunca ande pela Rússia sem passaporte. Tem gente que faz uma cópia do passaporte e tudo bem. Se você não estiver com seus documentos, o policial poderá detê-lo por até três horas para estabelecer sua identidade.

Nunca ande sem passaporte: isso pode lhe custar horas de transtornos.
Se um policial suspeitar que seus documentos são falsificados, ele poderá te encaminhar até a delegacia mais próxima para checar sua identidade em sua base de dados.

Na abordagem de policiais russos – eles têm cara de torturadores da KGB –, não se apavore, mantenha a calma. Claro que entender o idioma russo é uma tortura chinesa, mas sorria em último caso. Mas lembre-se, um sorriso leve, sem conotação de deboche. Entendeu?

Não se impressione com frieza policial. Mantenha-se calmo.
O policial deve lhe mostrar sua identidade e dizer seu nome e posição e informar os motivos pelos quais parou você. Caso a polícia o detiver, ela precisa se reportar à embaixada ou ao consulado do Brasil.

Lembre-se: você tem o direito de pedir um tradutor, um advogado e um telefonema a um amigo ou parente. Você também pode se recusar a assinar quaisquer documentos se você não entendê-los ou não estiver de acordo com eles.

Se você achar que a polícia está fazendo algo fora da lei quanto a você, pode ligar para o número 112 e explicar. Preste atenção: só um policial oficial tem o direito de pará-lo.Seguranças privados, guardas voluntários ou quaisquer outros (mesmo que tenham uniformes parecidos com os da polícia) não têm direito de fazê-lo.

Policiais russos não dão chances para pessoas suspeitas
Motivos que podem comprometer você: Você pode ser incriminado na Rússia se for pego com drogas ou uma arma (sem licença). Você terá problemas graves.- Se você tiver ficado mais tempo na Rússia do que permitia seu visto;

- Se você não tiver documentos que provem que você tem direito de estar na Rússia (identidade, cartão de migração ou registro);

- Se você estiver trabalhando ilegalmente;- Se você estiver bêbado, a polícia pode detê-lo. Não pegue o transporte público se tiver bebido, é sempre melhor pegar um táxi.

Tenha sempre em mãos o telefone de emergência da embaixada do Brasil na Rússia. Leia também a Lei Federal Russa “Sobre a Polícia” para saber seus direitos – e os da polícia. Boa Viagem. 

Walther Alvarenga 

Nenhum comentário