O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Manuscrito secreto detalha ensinamentos de Jesus ao seu irmão James

Descoberta do manuscrito por estudiosos da Universidade do Texas
Fragmentos do documento descoberto na Universidade de Oxford
Um manuscrito secreto que afirma detalhar os ensinamentos de Jesus Cristo para seu irmão James foi desenterrado. A descoberta deixou arqueólogos, religiosos e historiadores no Egito, atônitos.
Fragmentos do documento herético esquecido foram descobertos na biblioteca da Universidade de Oxford por estudiosos bíblicos da Universidade do Texas em Austin.
Os fragmentos provêm de 13 códices de velino encadernados em couro que foram enterrados no Egito e encontrados em 1945.
Documentos detalham Primeiro Apocalipse de James
Os documentos detalham o "Primeiro Apocalipse de James", no qual Jesus transmite o conhecimento do Céu e eventos futuros a seu irmão, ou possível irmão mais velho, James, incluindo a morte do irmão mais novo.
No entanto, os documentos eram "proibidos" pelos primeiros cristãos, pois teriam que ter sido adicionados ao Novo Testamento, o que não era permitido há 1.600 anos, quando o texto foi originalmente escrito.
Atanásio, bispo de Alexandria, em sua "carta da Páscoa de 367" que definiu o Novo Testamento de 27 livros: "Ninguém pode acrescentar a eles e nada pode ser tirado deles".
O manuscrito é de uma forma cristã primitiva conhecida como gnosticismo, que continua a ser um mistério para os pesquisadores.
O co-autor do estudo, o Dr. Geoffrey Smith, estudioso das origens gregas e cristãs bíblicas, disse: "Para dizer que ficamos entusiasmados quando percebemos o que tínhamos encontrado é uma subavaliação”, comenta.
"Nós nunca suspeitamos que os fragmentos gregos do Primeiro Apocalipse de James tenham sobrevivido da antiguidade. Mas lá estavam eles, bem na nossa frente”.
"O texto complementa o relato bíblico da vida e do ministério de Jesus, permitindo-nos acesso a conversas que se supuseram entre Jesus e James - ensinamentos secretos que permitiram que James fosse um bom professor após a morte de Jesus".
Brent Landau, professor do Departamento de Estudos Religiosos de UT Austin, acrescentou: "O escriba dividiu a maior parte do texto em sílabas usando pontos médios. Tais divisões são muito incomuns em manuscritos antigos, mas eles aparecem frequentemente em manuscritos que foram usados ​​em contextos educacionais ", acrescenta.
Walther Alvarenga


Nenhum comentário