O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mãe escreve postagem do filho morto aos amigos do Facebook: “Olá, sou Luca...”

Luca Borgoni tinha 22 anos e morreu no Himalaia, no Nepal.
História incrível de amor ao filho que morreu no Himalaia, no Nepal.

O perfil do Facebook de Luca Borgoni, que morreu no verão do ano passado, é atualizado continuamente. A última publicação diz: "Em alguns dias será Natal (...) Eu tenho que inventar algo para tornar meus pais e minha irmã Giulia menos tristes. Este ano, pela primeira vez, não estaremos fisicamente presentes nem eu nem a minha amada avó Rosangela ... Assinado: Luca Borgoni.

Cristina, mãe de Luca, recebeu diploma pelo filho na Faculdade.
Parece uma mensagem como milhões de outras postadas no Face, mas com um detalhe: Luca Borgoni morreu em Julho do ano passado. Ele estava treinando para escalar Dhaulagiri - a sétima montanha mais alta do mundo, no Himalaia, no Nepal. Ele tinha 22 anos, estudava e morava em Turim, na Itália. 

Luca adorava aventuras radicais com os amigos
Depois da morte inesperada de Luca, sua mãe, Cristina Giordana, decidiu que seria sua voz, as mãos, os olhos do filho amado. Disse que Luca continuaria responder aos amigos como se estivesse vivo, no computador, novamente. Cristina é professora de Matemática e Ciência nas escolas médias de uma vila perto de Cuneo.

Guilia, irmã de Luca, que descobriu sua senha no Facebook.
"Minha outra filha, Giulia, é um pequeno hacker", diz Cristina. "Ela encontrou a senha para entrar no Face de Luca. Mantenho esse espaço vivo com suas fotos, suas histórias, as mensagens de seus amigos, é uma maneira de mantê-lo vivo”.

Última foto de Luca, tirada por amigo, antes dele morrer no Himalaia.
“Mas nunca usei tons trágicos e sombrios. Todas as postagens de Luca, após sua morte, sempre foram escritas com serenidade paradoxal, a partir da que anunciou seu funeral”, relata Cristina.

Luca estava estudando e vivendo em um pequeno apartamento em Turim, na Itália, que sua avó, Rosangela, lhe havia dado, e que morreu seis meses antes dele."No apartamento do meu filho tudo permaneceu exatamente como estava quando ele saiu para o Nepal e não mais voltou", diz Cristina.

Luca em aventura radical nas alturas
Os amigos de Luca que entram no Facebook sempre se deparam com as mensagens do rapaz – ou melhor, da mãe dele -, dando a todos um bom dia e falando de coisas pitorescas.


Luca morreu cinco dias depois de apresentar tese na faculdade
Cristina agora é o Luca no Facebook. Ela mantém vivo os pensamentos do filho: ele existe, pensa, escreve e responde aos amigos. A mãe está sempre no computador, cuidando do perfil do saudoso e amado filho.

Luca morreu cinco dias depois de apresentar sua tese sobre suplementos alimentares para desportistas. Sua mãe se "graduou" para ele e, embora não tenha título legal, para ela esse diploma é muito mais do que um diamante.


Walther Alvarenga



Nenhum comentário