O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Adolescente brasileiro conta como escapou de atirador que matou 17 na escola da Flórida

Gustavo Capone, ao lado da mãe, Priscilla Capone, sobrevive ao ataque.

Adolescente Gustavo Capone está assustado mas vai ficar nos EUA
O adolescente brasileiro, Gustavo Capone, de 17 anos, conseguiu escapar da mira mortal do atirador Nikolas Cruz, de 19 anos, que na quarta-feira da semana passada matou 17 pessoas e deixou feridos com gravidade, ao invadir a escola Stoneman Douglas High School, em Parkland, na Flórida.
Foram momentos desesperadores, mas Gustavo Capone conseguiu se safar da morte ao pular a cerca da escola quando se deparou com a tragédia que vitimou vários de seus colegas.
Nikolas Cruz compareceu ao Tribunal pela primeira vez
Relatou o estudante que ao ouvir o alarme de incêndio, acionado pelo próprio atirador, acompanhado de colegas ele deixou a sua sala de aula, sem saber o que estava acontecendo.
Entretanto, ao sair no pátio e perceber policiais armados espalhados pelos corredores, ficou assustado. Em seguida soou um seguindo alarme, desta vez, para alertar os alunos de que havia tiroteio na escola.
Conta Gustavo Capone que ele correu e pulou a cerca, correndo em direção da sua casa, que fica a uma quadra da escola. Foi um ímpeto de sobrevivência que salvou a sua vida.
"Ele está em estado de choque. Muito, muito, muito triste e acha que vários amigos vão voltar para o Brasil", contou a mãe de Gustavo, Priscilla Capone. "É difícil dizer como estamos nos sentindo, porque a gente sabe que essas coisas acontecem aqui nos Estados Unidos, principalmente, mas a gente nunca acha que vai acontecer na escola do seu filho", completou.
Priscilla disse que a Stoneman Douglas High School tem cerca de 50 alunos brasileiros e muitos estrangeiros. Gustavo pretende permanecer nos Estados Unidos para fazer faculdade.
O atirador , Nikolas Cruz, de 19 anos, foi um ex-aluno da Stoneman Douglas High School. As autoridades locais informaram que ele foi expulso da escola indisciplina. O jovem usou um rifle AR-15 e agiu sozinho. Gustavo disse não conhecia o atirador.
Walther Alvarenga

Nenhum comentário