O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Skinhead atira contra imigrantes africanos na Itália. Sangue nas ruas de Macerata.

Momentos de terror das ruas da cidade de Macerata, próxima à Roma.
Tiroteio ocorreu em vários pontos de Macerata, ferindo imigrantes africanos.
Um homem armado na Itália, em Macerata,  abriu contra  "imigrantes africanos" e "estrangeiros" em uma série de tiroteio que deixou pelo menos sete pessoas feridas. Foram momentos de terror, com pessoas correndo pata todos os lados. Segundo informações, um skinhead, Luca Traini, de 28 anos, teria confessado os disparos.
Os tiroteios começaram às 11 horas, quando um homem disparou da janela de um carro para dois jovens imigrantes africanos. Pouco tempo depois, outro imigrante e uma mulher africana foram baleados.
Paramédicos socorreram os imigrantes feridos
O prefeito de Macerata advertiu as pessoas a permanecerem em casa enquanto as autoridades atendem a cena. Fala-se de um grupo neonazista que estaria em plena ação na Itália contra imigrantes africanos.
Um porta-voz do prefeito disse: "Fique em casa até novo aviso. Há um homem armado em um carro que está circulando na cidade ".
A polícia ainda não disse quantas pessoas estão feridas na cidade, que tem uma população de 43 mil habitantes. No entanto, os relatórios atestam que pelo menos sete pessoas podem ter sido feridas.
Momento da prisão do atirador com bandeira italiana às costas
Pelo menos dois homens estavam no carro quando o tiroteio começou, de acordo com jornais italianos. A mídia italiana divulgou o nome de um skinhead ,Luca Traini, de 28 anos, que foi preso em Macerata.
Nesta manhã de domingo, Luca, junto com um passageiro – que não foi encontrado –, dirigia um Alfa Romeo 147 preto, na cidade de Macerata, que está localizada a cerca de 200 km a leste de Roma.
Eles abriram fogo em vários lugares e atiraram nas pessoas perto da estação de trem enquanto eram perseguidos pela polícia. A polícia bloqueou o carro dos suspeitos, mas ambos fugiram a pé deixando uma arma para trás.
O ex-primeiro ministro Silvio Berlusconi fala em deportação em massa
Oportunismo dos políticos - A Itália está preparada para organizar eleições parlamentares em 4 de março. Os candidatos incluem aqueles que possuem pontos de vista profundamente fascistas.
Todos estão interessados ​​em aproveitar uma contração crescente contra mais de 600 mil migrantes que pousaram nas margens italianas nos últimos quatro anos.
As partes estão prometendo medidas difíceis, como deportações em massa ou suspensão da imigração. O bloco de centro-direita da oposição está tomando a linha mais difícil contra os migrantes.
O ex-primeiro-ministro Berlusconi diz que imigrantes irregulares estão levando o crime e devem ser deportados, mesmo que os dados oficiais mostrem que as taxas de criminalidade caíram no ano passado. A Liga do Norte de extrema direita também prometeu deportações em massa.
Walther Alvarenga

Nenhum comentário