O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Nova York na ótica de pouco alcance: experimente o glamour da Capital do mundo.

Juntos vamos descobrir um pouco mas de Nova York


Vem comigo, leitor do BLOG, vamos descobrir Nova York.

O contingente de pessoas aqui em Nova York é impressionante. Mesmo depois da tempestade de neve que fechou aeroportos e cancelou voos, o clima é de muita animação. E percorrer as ruas de Manhattan é redescobrir um universo de possibilidades diante do que tudo é muito interessante.

Ângulo especial do famoso Central Park
Passando, por exemplo, pela famosa Quinta Avenida, mesmo que o consumo seja apenas com os olhos, vale experimentar o glamour de vitrines sofisticadas, das modelos ao vivo com seus corpos elegantes, enfim, uma sucessão de novidades que encantam.

Parada obrigatória para descanso rápido
Você pode até dizer: Isso não é para o meu bolso, mas terá a certeza de que o olhar não tem limites, nos concede o inimaginável.

Plaza Hotel, cenário do filme Esqueceram de Mim.
Seguindo frente ao majestoso Hotel Plaza, do Presidente e empresário Donald Trump, é possível resgatar rapidamente na memória algumas cenas do hilário longa, Esqueceram de Mim – Perdido em Nova York , filmado no Plaza.

Grand Central - estação de metro e trens
Ao lado, alguns passos da lateral do hotel Plaza, há uma escada que desce para o Central Park, onde pessoas caminham,  fazem exercícios ou leem livros com o corpo recostado em troncos de arvores ou mesmo nas pedras gigantes espalhadas pela imensa área  verde.
Depois da neve tudo volta ao normal
E não se sinta um estranho no ninho porque estar inserido nas surpresas de Nova York, a Capital do Mundo, é para lá de gratificante. Nada de exageros, apenas considerações de um brasileiro, quase que perdido nas ruas da cidade que recebe cerca de 50 milhões de visitantes em seis meses.

A beleza e encanto da Quinta Avenida
Ao leitor do BLOG, que acompanha as notícias dos imigrantes, dos acontecimentos mundo afora, um presente especial. Diria, o “pacote” de surpresas, na ótica brasileiríssima de um cidadão do mundo, eu mesmo, 

Walther Alvarenga.  







Nenhum comentário