O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mísseis atacam Arábia Saudita após EUA abandonarem acordo nuclear com Irã.

Rebeldes iemenitas disparam mísseis contra capital saudita, Riad.

Invasão aconteceu na capital Riad, provocando estrondos em vários pontos.
Autoridades e a população estão em alerta na capital da Arábia Saudita, Riad, após ameaças de ataque, com invasão do espaço aéreo por mísseis. As forças de defesa aérea da Arábia interceptaram dois mísseis que sobrevoaram a capital do país, Riad, semanas após o último ataque lançado contra os sauditas por rebeldes iemenitas.
A emissora de propriedade saudita Al Arabya informou que as forças aéreas do país destruíram um míssil. Jornalistas afirmaram ter ouvido pelo menos quatro estrondos em toda a cidade de Riad, levando desespero à população.
Rebeldes iemenitas recebem suposto apoio do Irã
O ataque aconteceu um dia depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, abandonou um acordo nuclear com o Irã, em parte devido a preocupações de que o pacto não abordasse o programa de mísseis balísticos de Teerã ou seu papel nos conflitos no Iêmen e na Síria.
O lançamento dos mísseis foi reivindicado por um grupo islâmico armado radical chamado Houthi, que nos últimos meses atacou a Arábia Saudita cinco vezes.
Falando através de seu canal oficial al-Masirah TV, os rebeldes iemenitas disseram que dispararam mísseis contra "alvos econômicos" na capital saudita.
Eles disseram: "A força dos mísseis atingiu alvos econômicos em Riad com uma salva de mísseis balísticos". As autoridades ainda não comentaram o evento. Não houve relatos imediatos de vítimas ou danosA invasão do espaço aéreo saudita provocou estrondos na capital Riad.
Autoridades e a população estão em alerta na capital da Arábia Saudita, Riad, após ameaças de ataque, com invasão do espaço aéreo por mísseis. As forças de defesa aérea da Arábia interceptaram dois mísseis que sobrevoaram a capital do país, Riad, semanas após o último ataque lançado contra os sauditas por rebeldes iemenitas.
A emissora de propriedade saudita Al Arabya informou que as forças aéreas do país destruíram um míssil. Jornalistas afirmaram ter ouvido pelo menos quatro estrondos em toda a cidade de Riad, levando desespero à população.
O lançamento dos mísseis foi reivindicado por um grupo islâmico armado radical chamado Houthi, que nos últimos meses atacou a Arábia Saudita cinco vezes.
Através de seu canal oficial al-Masirah TV, os rebeldes iemenitas disseram que dispararam mísseis contra "alvos econômicos" na capital saudita. Eles disseram: "A força dos mísseis atingiu alvos econômicos em Riad com uma salva de mísseis balísticos". 
As autoridades ainda não comentaram o evento. Não houve relatos imediatos de vítimas ou danos.
A área tem estado constantemente no limite desde que os sauditas formaram uma coalizão incluindo outros países árabes e africanos contra o grupo baseado no Iêmen em 2015, provocando a guerra civil iemenita.
Enquanto a coalizão liderada pela Arábia Saudita apoia o atual governo iemenita e é apoiada pelos EUA, os rebeldes iemenitas, que controlam a capital do Iêmen, Sanaa, querem derrubar o presidente Abdrabbuh Mansur Hadi por ser leal ao ex-líder do país Ali Abdullah. Saleh.
As Nações Unidas estimam que 10 mil pessoas morreram na guerra de três anos e disseram que mais de 22 milhões de civis precisam de ajuda humanitária. Especialistas da região alertam que as ações do grupo rebelde podem se transformar em uma guerra entre a Arábia Saudita e o Irã, que foi acusada por Riad de apoiar os houthis.
 Walther Alvarenga






Nenhum comentário