O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quem realmente diz a verdade e teve respeito por Gugu Liberato?

 
Não faltam os oportunistas nas homenagens a Gugu Liberato
Uma enxurrada de demagogos invadem os lares do Brasil. Cuidado!
 O que se vê nas homenagens ao apresentador Augusto Liberato, o Gugu, que faleceu em Orlando – os motivos todos já sabem –, com raras exceções, é um surto demagógico de colegas que o atacaram num passado próximo porque se sentiam incomodados, diria ameaçados, com a criatividade e carisma do apresentador. Quantos pseudos amigos que até choram diante das câmeras– merecedores do prêmio de melhor atuação do ano.
Para quem tem memória curta, quando se falou na volta do Gugu aos domingos, na grade da rede Record – isso é fato recente –, foi um sururu danado nos bastidores da emissora. Pessoas com o “beiço caído” e a autoestima afetada porque Gugu era uma ameaça iminente. Desculpe-me leitor pelo termo, mas cada um protegia o rabo da forma mais infame.
E quando cito pessoas – não vou aqui dar nome aos bois, mesmo sabendo quem são eles –, estou me referindo a alguns apresentadores que, no ápice da comoção nacional, se transformam diante dos holofotes, mostram-se bonzinhos e ressentidos.
Alguém pode discordar com o seguinte argumento: ‘Mas o Gugu morreu e as coisas são diferentes agora’. Não falo de desamor ou arrependimento, mas dos mecanismos que constroem o caráter de certos indivíduos – homem e mulher –, que demonstram cordialidade, mas que são ardilosos e traiçoeiros. Isso não muda!
Estes mesmos oportunistas, diria, anões da conquista, falam com a voz embargada que ‘Gugu era o ícone, o maior apresentador da televisão brasileira’, mas que amargam na pequenez de pensamentos ínfimos.  
Puxa, quanta bobagem tenho presenciado por parte dessa gente mesquinha, os nanicos de alma, e isso, claro, é motivo para boas risadas – quando você enxerga a cobra pode avaliar a proporção do seu veneno.
Evidente, o Gugu foi e sempre será o maior nome da televisão do Brasil. A sua história de nobreza e amor ao próximo nem precisa ser repetida porque os seus feitos estão registrados.        
O que incomoda é o seguinte: Quem realmente diz a verdade e teve respeito por Gugu Liberato?

Walther Alvarenga        

Nenhum comentário