O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Especial de Natal com atores negros tem mesmo impacto que ganhar na loteria

Especial de Natal mostra família negra e isso é motivos para fogos no Brasil


‘Dia da Consciência Negra’ é um termo racista, deveria ser banido!

Só não entendo a euforia de alguns atores negros, incluindo a notável Zezé Motta, pelo fato de a Globo realizar um especial de Natal –“Juntos a Magia Acontece” –, que vai ao ar no dia 25 de dezembro, mostrando família negra como protagonista. É surpreendente a maneira da informação veiculada em alguns órgãos de imprensa, assemelhando-se a um prêmio de loteria. Coisa mais absurda!

O grande equívoco do negro brasileiro é se sentir acuado. Introspectivo – me refiro às camadas mais simples, sem devidas informações sobre seus direitos, valores éticos e importância no contexto social. Ele, o negro acossado, ainda acredita que exibir especial na TV com família de negros – Milton Gonçalves, Camila Pitanga, entre outros atores estão no elenco – é um presente de papai noel!

Não é novidade a qualquer cidadão de bom senso que o racismo existe e que os meios de comunicação no Brasil – principalmente as novelas – fomentam a causa, mesmo como instrumento de denúncias. Ocorre o chamado efeito contrário, diria paradoxal, em vez de conter, estimula a prática nefasta da intolerância.

Ver uma família negra em rede nacional, falando de suas alegrias e desafios, não são motivos para queima de fogos. Isso é a mentalidade arraigada do negro do país que eu vivo. Ele permitiu que engessasse seus sonhos e que embalasse a expansão intelectual!  
  
Evidente, pessoas negras vão vibrar com isso – falo do tal Especial! É o mesmo que dizer, 'olha, é a nossa vez!' E, longe de mim tirar o mérito disso, mas nem sempre uma dose de cachaça proporciona o prazer de uma refinada taça de bom vinho!

Sei que vou ser criticado pelo comentário, mas “Dia da Consciência Negra” é o termo mais racista, imbecil, que existe e deveria mesmo ser banido do calendário nacional. Algo estúpido e que tenta colocar o potencial do negro numa caixa de sapatos!

Walther Alvarenga

Nenhum comentário