O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Série ‘Messiah’, da Netflix, revolta muçulmanos e blasfema contra o sagrado.


Ator belga Mehdi Dehbi,  interpreta líder religioso na série 'Messiah'

A série mostra a suposta  e questionável volta de Jesus nos dias atuais


Seria ele o anticristo? Um desafio intrigante que coloca você na fogueira da Inquisição, mediante a fatos contundentes, diálogos fortes, filosóficos, citando pontos bíblicos. Um emaranhado de situações nefastas, que nos arrasta para o precipício de dúvidas. A volta de Cristo? Não, isso seria blasfêmia contra o sagrado, diante da postura equivocada da personagem central, um líder religioso que se intitula o Salvador.

A série que estreou nesta quarta-feira na Netflix, ‘Messiah’, disponível na plataforma de streaming, traz para o centro das discussões a conduta de um jovem líder religioso, com as características físicas que lembram Jesus Cristo – pele queimada, olhos escuros e olhar indagador –, desafiando os mais céticos.

O profeta incomoda os EUA e se intitula enviado de Deus

Os episódios são polêmicos, muito bem feitos – no âmbito de direção e elenco –, que se passam na Síria, na Jordânia e nos EUA, quando um jovem se apresenta como mensageiro divino, desafiando, inclusive, o presidente americano, com palavras sábias e olhar meticuloso. Anjo ou personificação do maligno?

O jovem Messiah, que atende pelo nome de Al-Masih, é interpretado pelo  ator belga Mehdi Dehbi, nos conduzindo à grandes ciladas sob o ponto crítico de que: o certo pode ser infundado ou – na última das hipóteses –a ideia de luz  se contradiz com o sombrio.

Tente não se surpreender, mas a trama induz à volta de Jesus nos dias de hoje, em plena era do smartphone, realizando alguns supostos milagres – ou estratégias ilusionistas – como andar sob as águas, além de desbaratar o grupo terrorista Estado Islâmico, na Síria.

O profeta, que emerge no Oriente Médio e passa a ser perseguido no mundo inteiro pela CIA, desafia. E, na vida real, líderes muçulmanos pedem a proibição da série.

Acontece que Al-Masih – nome da personagem central – é utilizado na teologia islâmica por Dajjal, um falso profeta comparável ao Anticristo. 

 Pontos sagrados de Jerusalém

Cena em que seguidores caminham pelo deserto da Jordânia

Algumas das cenas de Messiah’ foram gravadas em pontos sagrados de Jerusalém. Estive em Jerusalém e reconheci esses locais, inclusive, a Via Dolorosa, por onde Jesus caminhou carregando a cruz – o caminho da crucificação. Pensei: ‘estão blasfemando o caminho de Deus’.

Seja qual for a sua crença religiosa, recomendo que veja a sérieMessiah’, não por mera curiosidade, mas como exercício de reflexão. São pontos discutíveis e situações enigmáticas em um universo de possibilidades questionáveis.

Walther Alvarenga

Nenhum comentário