O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Itália impõe duras sansões com multas de 400 mil a três mil euros para cidadãos e empresas

Multas severas para cidadãos e empresas na Itália

Multas para cidadãos e empresa que violarem regulamentos para evitar  propagação da epidemia no país


O primeiro-ministro Giuseppe Conte, da Itália, em uma coletiva de imprensa, falou das novas diretrizes do governo em novas sansões aprovadas no país, no decreto-lei que confirma a multas previstas de 400 mil a três mil euros para cidadãos que violarem os regulamentos.

A dura medida, explica Giuseppe Conte, é para evitar a propagação da epidemia, mas nega que o estado de emergência seja prolongado até 31 de julho. É punição aos que não respeitam as proibições emitidas para "evitar o contágio por coronavírus"
  
Para lojas que não cumpram o fechamento, está previsto "fechamento provisório da empresa por um período de até cinco dias". 

Com uma circular aos prefeitos, a chefe de gabinete da ministra Luciana Lamorgese define as diretrizes para a aplicação do decreto aprovado pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte.

“Garantimos o funcionamento de estabelecimentos de suprimentos de alimentos e combustíveis”, assegura Conte.

“O decreto-lei não cancela as regras adotadas até agora com os decretos anteriores do Conte, mas as define em um único documento. Portanto, as proibições em vigor permanecem válidas”, divulga comunicado. 

Walther Alvarenga

Nenhum comentário