O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Coronavírus afasta sete milhões de turistas este ano na Europa

Número expressivo de turistas desiste de visitar países da Europa


 Impactos da Covid-19 no turismo europeu deverão registrar menos sete milhões de entradas internacionais,  queda de 40 por cento em comparação com 2019

Segundo estudo da ‘Oxford Economics’ – consultoria britânica –,  coronavírus afasta sete milhões de turistas só este ano na Europa, o que representa um desastre no setor de visitantes internacionais. A ‘European Travel Comission (ETC)’ prevê  que o verão europeu será o mesmo que “regressar aos anos 1970 ou 1980”.

Os impactos da Covid-19 no turismo europeu deverão registrar menos sete milhões de entradas internacionais, o equivalente a uma queda de 40 por cento em comparação com 2019.

Na Espanha, por exemplo, o recuo será de 42 por cento, traduzido numa queda no número de visitantes de 34 milhões comparado ao ano anterior. Há hotéis que perderam praticamente 100 por cento das receitas de abril e maio.

Já em termos de volume, o país com maior recuo nas chegadas turísticas internacionais é França, com uma queda também de 40 por cento, o equivalente a menos 38 milhões de visitantes comparado a 2019.

O sul da Europa é a região mais afetada pelo recuo do turismo internacional, caindo ao todo 40 por cento em 2020, após um crescimento de cinco por cento em 2019. A Itália também vem sendo bastante afetada com a queda brutal no turismo.

A Grécia é outro país europeu muito dependente do turismo. E de acordo com a ‘Oxford Economics’, a queda no número de chegadas é de 36 por cento, equivalente a menos 11 milhões de turistas.

Lembrando que a Grécia, por exemplo, não é dos países mais afetados pela Covid-19. O país conta com 2.506 infetados e apenas 130 mortos. No entanto, a queda no turismo é acentuada.

A nível europeu, a ‘Oxford Economics’ prevê uma queda de 39 por cento nas viagens de turismo em 2020. Assumindo que a Covid-19 afetará o turismo europeu durante oito meses – fevereiro a setembro. Entre confinamento e levantamentos baseados nas restrições, a entidade estima menos 287 milhões de chegadas internacionais na Europa.

Walther Alvarenga

#NãoSaiadeCasa




Nenhum comentário