O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ator português, vítima de racismo, é brutalmente assassinado com 4 tiros em Portugal!

Bruno Candé foi alvejado com 4 tiros em Moscavide

Bruno Candé Marques, ator, foi baleado por um homem de 80 anos, em Moscavide, em Portugal. Foi um crime de ódio racial, afirma amigos e familiares.

A morte brutal do ator português Bruno Candé Marques, de 39 anos – ele era negro e foi vítima de racismo –, deixa os familiares e admiradores perplexos. Bruno foi alvejado com 4 tiros à queima roupa por um homem branco, de 80 anos, que disse: “Volte para a senzala!”
Populares socorreram ator, mas ele já estava morto
O crime aconteceu em Moscavide, no conselho de Loures, considerando que o caráter premeditado do assassinato não deixa margem para dúvidas de que se trata de um crime com motivações de ódio racial.
Segundo familiares e amigos de Bruno, o seu assassino já o havia ameaçado de morte três dias antes e reiteradamente proferiu insultos racistas contra a vítima.
Informa a polícia local que o ator foi "baleado em várias zonas do corpo" por outro homem com "cerca de 80 anos". Fonte do Comando Metropolitano de Lisboa disse que o óbito foi declarado no local e que o responsável pelos disparos foi detido, tendo-lhe sido apreendida uma arma de fogo.
Homem de 80 anos autor dos disparos, foi detido por populares.
"O detido, após os disparos, foi retido por populares até à chegada da polícia, não ofereceu resistência e, neste momento, encontra-se na nossa custódia", referiu o comissário Bruno Pires, acrescentando que o suspeito está num dos departamentos policiais do Comando Metropolitano de Lisboa.
Segundo os relatos recolhidos no local, dias antes teria havido uma discussão entre os dois homens, tendo Bruno Candé Marques sido desde então ameaçado pelo homem que neste sábado disparou quatro tiros e o matou. O ator deixa esposa e três filhos.
Quem era Bruno Candé
Bruno Candé Marque vivia atualmente no Casal dos Machados, na freguesia do Parque das Nações, perto do local do crime. A família era oriunda da Guiné- Bissau, mas Bruno nasceu em Portugal. E desde muito novo queria fazer teatro.
O primeiro espetáculo em que participou foi A Missão - Memórias de Uma Revolução, de Heiner Müller - ganhou prêmio da Sociedade Portuguesa de Autores.  Também participou dos espetáculos, A Boa Alma ou Os Sete Pecados Mortais.
 Walther Alvarenga
#NãoSaiadeCasa


Nenhum comentário