O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A “lição” que recebemos do ministro Marco Aurélio Mello

 


A atitude insidiosa pode provocar um tsunami moral, ainda que seja um ministro do Supremo Tribunal Federal

O que dizer do comportamento inefável do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que deixou rubra a face daquela mulher, sentada e vendada, segurando uma espada, na Praça dos Três Poderes, em Brasília? Como denominar a atitude insidiosa do integrante do Supremo, de voz pausada e olhar meticuloso – estilo da raposa vermelha, encontrada na Austrália, caçadora ágil, conhecida por saltar muito alto? O homem foi longe demais! Deu pulo maior que a perna e acabou pisando na toga!

O ministro provocou um tsunami moral, abriu uma cratera na reputação do STF – tenta justificar a imprudência –, convicto de ter agido na lei ao autorizar a soltura de um fora da lei. Libertou André Oliveira Macedo, o André do Rap, com base num trecho do pacote anticrime segundo o qual a prisão preventiva precisa ser reanalisada a cada 90 dias.

E mesmo em se tratando de um traficante de “expressão” na esfera do crime, com antecedentes calamitosos, recebeu o passe verde e se mandou para Deus sabe onde! E como diria o bom mineiro, “picou a mula!”



Ótimo roteiro para filmes em Hollywood: juiz da Suprema Corte, sensibilizado com a situação de um traficante decide soltá-lo! Um longa  com direito a lágrimas, beijinhos e acenos de adeus, baseados na mais sórdida realidade do Brasil.

Nós, brasileiros, estamos embasbacados, diria, renitentes diante de tanta aberração. Tudo por aqui acontece na calada da noite, durante o embalar dos sonhos mais doces, para acordamos sobressaltados!

Walther Alvarenga

 

Nenhum comentário