Toys ‘R’ Us e Macy’s fecham lojas nos EUA. Site Amazon é o vilão.

Toys 'R' Us a maior rede de brinquedos dos EUA vai fechar 


A maior rede de brinquedos dos EUA vai fechar 800 lojas no país

A maior rede de lojas de brinquedos nos EUA, Toys ‘R’ Us, surpreendentemente irá fechar as portas das todas as suas 800 unidades no país. Decretada falência, a Toys ‘R’ Us está em batalha judicial desde setembro do ano passado, mas não conseguiu encontrar um comprador nem reestruturar suas dívidas com credores. 

Um caos para os quase cem mil funcionários, segundo o site CNN Money.

Macy's inicia fechamento de suas lojas nos EUA
Outra rede gigante de lojas no setor de cosméticos, roupas e produtos em geral aqui nos EUA, a Macy’s, comunicou o fechamento de 730 lojas espalhadas pelo país. A queda nas vendas e nos lucros de 2.1% nos últimos meses, inclusive no final do ano, foi o veredito final.

A Macy’s diz ainda que serão oferecidos benefícios para demissão voluntária e estima-se que 3.900 associados serão demitidos como resultado desses primeiros encerramentos.

Lojistas acusam Site Amazon de atrapalhar vendas
Toys ‘R’ Us se explica – Desde setembro para cá, a Toys ‘R’ Us conseguiu um empréstimo de US$ 3,1 bilhões, que garantiu a sobrevivência da operação, mas o esforço não foi suficiente.

Isso ocorreu porque os números das vendas de fim de ano foram piores que o esperado, elevando a incerteza sobre a viabilidade da rede.

As vendas pelos pontos de venda da varejista respondem por 10% do total vendido pelas marcas. A Lego também estaria preocupada com o destino da empresa.

A Toys ‘R’ Us foi fundada em 1948 quando Charles Lazarus abriu sua Children’s Bargain Town, loja especializada em mobília para bebês. Nas décadas seguintes, se transformou na maior rede de brinquedos nos EUA.

O site Amazon que se tornou um grande negócio e superou o Google nos EUA como o melhor lugar para se trabalhar, é o vilão de lojistas no país. Os empresários acusam o Amazon de provocar a queda em suas vendas.

Ficou muito mais fácil para os americanos pedirem seus produtos através do site – com entrega recorde –, ao invés de ir até a loja para comprar roupas, eletrônico, brinquedos, enfim.

A “guerra” entre as grandes lojas – situadas em espaço físico – nos EUA versus as facilidades proporcionadas pelo Site Amazon é evidente. Uma batalha voraz entre “cachorro grande”, disputando a melhor fatia do consumidor. 

Walther Alvarenga   

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.