Brasileiro é assassinado na Bolívia e o corpo é pendurado em praça pública.


Vinícius Chagas Maciel foi espancado e depois morto na Bolívia
Vinícius Chagas Maciel, de 31 anos, foi linchado e morto em San Julián.

Com requintes de crueldade, o brasileiro Vinícius Chagas Maciel, de 31 anos, natural de Santana, no Amapá, teve o seu corpo pendurado em praça publica na cidade de San Julián, na Bolívia – depois de ser espancado e linchado pelos moradores locais.

A tragédia que aconteceu com o brasileiro que estava há um ano na Bolívia, tem uma versão confusa. Vinícius, que trabalhou como mecânico em uma oficina, segundo um amigo, foi convidado para fazer uma cobrança de dívida – a pedido de um outro amigo que não teve o nome divulgado.

Momento em que o brasileiro era linchado pelos moradores de San Julián

Não se sabe como aconteceu e o que ocorreu de verdade, mas Vinícius e o tal amigo da cobrança foram chamados de ladrões pelo suposto casal devedor. O clima esquentou.

Segundo conta a irmã de Vinícius, ele foi falsamente acusado de roubo e linchado por populares, que penduraram o seu corpo em uma praça da cidade. Vai entender.

A polícia boliviana investiga o caso, mas não informou se alguma pessoa foi presa em ligação com o crime.

Vinícius estava residindo há um ano na Bolívia
"Ele estava em um bar e um amigo o chamou para acompanhá-lo numa cobrança de dívida que ele ia fazer. Foram conversar com o homem e sua mulher começou a gritar que eles eram ladrões. Esse amigo então fugiu, mas Vinícius não conseguiu escapar da barbárie", alega a irmã do jovem morto.

Vem o momento mais cruciante que é tentar trazer o corpo de Vinícius para o Brasil. À família está empenhada a realizar o traslado do corpo e vem buscando ajuda pelas redes sociais. São pessoas humildes O custo do traslado é de R$ 20 mil. 

Walther Alvarenga

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.