Brasileiro conquista cidadania e fala do poder de Deus que o levou à Itália.


 
Evandro Luís Oliveira Coelho trabalha na Ferrero, em Alba.
 Evandro Luís revela Deus na sua vida, superando os desafios. Acompanhe.

“Era o meu sonho trabalhar na Ferrero. Os desígnios de Deus me abriram portas então consegui alcançar o meu objetivo”, relata Evandro Luís Oliveira Coelho, que trabalha na linha de produção da Ferrero, em Piemonte, na cidade de Alba, na Itália. Uma trajetória de desafios, seguindo por caminhos estreitos, que o conduziram a um posto importante na empresa – maioria ocupada por funcionários italianos –, e que evidencia o agir com sabedoria, essencial se quisermos atingir metas. 

E focar-se no que predomina as nossas aspirações é desenvolver a persistência, pontuada na orientação de Deus. “Existe um Deus que realiza sonhos”, complementa. “Saí de São Sebastião da Grama (SP) e hoje estou na Europa, devidamente documentado, com a minha esposa e filha”, comemora.

Uma história de fé em Deus e superação
É primordial ressaltar que Evandro – pode-se considerar –, é um dos pouquíssimos brasileiros contratado pela conceituada empresa Ferrero de Alba, após ter trabalhando na fábrica de Poços de Caldas (MG), no cargo de Controle de Segurança.

“Entrei na Ferrero de Poços de Caldas por três meses para cobrir férias. Eram os primeiros passos em direção ao que considero o trabalhar de Deus. Enfrentei momentos de muitas dificuldades, desde que decidi deixar São Sebastião da Grama para morar em Poços. Cheguei a Poços sem dinheiro, sem conhecer ninguém, e fui morar numa pensão. Olha, não foi nada fácil”, relembra.

Membro da Congregação Cristã do Brasil, Evandro Luís ouvia a atento a Palavra enviada por Deus durante os cultos, que o alertava sobre mudanças em sua trajetória de vida, que o levaria além do oceano. 

Evandro passou pelo caminho estreito, mas chegou lá.
“Deus falava comigo e dizia que eu ia atravessar o oceano. A princípio eu não entendia a mensagem enviada por Deus, mas sabia que o Senhor estava me despertando para um propósito muito maior na minha vida. Lembro que durante um culto, na Congregação Cristã de Santa Augusta, em Poços, num domingo à noite, o cooperador disse: ‘Você que veio até aqui, Deus manda te dizer que você irá atravessar o oceano’, confirmando o que tinha ouvido anteriormente”.

Os dias em Poços de Caldas foram difíceis para Evandro, que não conseguia emprego e as dificuldades aumentavam.

Evandro com a filha e esposa, Lívia e Gisele, em Alba.
 “Mas Deus abriu uma porta e conheci uma senhora em Poços que trabalhava na cozinha do Hotel Carlton Plaza, a Maria. Ela é cozinheira. Pessoa bondosa e que me aconselhou a não desistir. Continuei procurando trabalho, quando preenchi uma ficha de solicitação de emprego na Ferrero. E a luta continuou acirrada: pela manhã saía em busca de trabalho e à noite ia congregar”, enfatiza.

Não surgira oportunidade de trabalho em lugar algum, Evandro decidiu de vez fazer a mala e retornar para a sua cidade. 

“Eu já estava na rodoviária, pronto para embarcar, quando a Ferrero me ligou. Surgiu uma oportunidade de trabalho na empresa para cobrir férias de funcionários e aceitei prontamente, conforme tinha sido anunciada na palavra de Deus”.

E as coisas foram gradativamente se acertando. Evandro passou a morar na pensão da dona Cecília, uma senhora de 80 anos, na Vila Cruz, onde ficou por dois anos.  “Eu trabalhava durante a semana e ia visitar a minha esposa e filha em São Sebastião da Grama”, conta.

“Deus falou comigo”. E mesmo com a dispensa de funcionários temporários da Ferrero, Evandro Luís conseguiu permanecer na empresa no término de três meses em que cobriu férias. “Mas no momento de deixar a Ferrero o meu chefe me chamou e fui efetivado como funcionário da Ferrero Brasil, onde trabalhei durante sete anos e meio". 

"Chorei e agradeci, pois a promessa de Deus de permanecer na empresa se cumprira através da palavra”.

O vislumbre de ir a Itália trabalhar se fortaleceu através do processo da preparação da documentação italiana, cuidadosamente feito por Aparecida Cappobianco, a Cida, conhecedora de leis italianas. 

“O meus avós eram italianos e faziam parte da Congregação Cristã, assim como os meus bisavós, que foram zeladores da igreja no interior de São Paulo”, explica.

A resposta de Deus. “A passagem para a Itália e a estadia naquele país foram preparadas por Deus, cumprindo a sua promessa na minha vida”, exalta Evandro. “Vi que Deus estava agindo rápido e com sabedoria”, fala com emoção. “Deus quando faz à obra, ela é completa”.

Mas não faltaram os desafios: “Deus tinha me alertado, através da sua santa palavra, de que eu seria parado no aeroporto, mas que eu não afligisse porque ele estava comigo. A palavra foi proferida na Congregação do Bortolã, em Poços de Caldas". 

"Desembarquei em Paris, e de lá segui para a Itália em um voo para a cidade de Torino. Estava levando na bagagem o meu violino. Na chegada ao aeroporto à guarda de imigração me parou, eu levava o violino em mãos. Mas deu tudo certo e de lá segui para Alba”.

A partir daí, iniciava-se uma escalada desafiadora de Evandro Luís em território italiano com objetivo de conseguir a cidadania. Mas ele mantinha-se determinado, confiante na orientação de Deus. 

“Eu precisava aprender a falar o italiano, o desafio foi grande ao dar entrada na papelada, mas Deus preparou tudo. A providência de Deus foi importante, colocando no meu caminho pessoas que me ajudaram, e que hoje fazem parte da minha vida”.

Evandro continuava com o seu sonho de trabalhar na Ferrero da cidade de Alba. Fez um currículo e aguardou o chamado da empresa. 

“Após quatro meses de espera, quando eu estava indo para Torino, a Ferrero me ligou. Fui chamado para trabalhar na fábrica. Deus agiu conforme a sua palavra. A minha esposa e a minha filha se mudaram para Alba, reunificando a nossa família”, agradece a Deus.

“Quero agradecer a minha avó, Iracema Tortella, que me possibilitou conseguir a cidadania italiana. Abaixo de Deus, devo muito a minha avó, e  a minha esposa, Gisele Aparecida Carvalho Coelho, pelo apoio e companheirismo. Beijo a minha filha, Lívia Maria Carvalho Coelho”.

E para a honra e a glória de Deus, Evandro Luís integra o seleto quadro de funcionários da Ferrero de Alba, onde só trabalham italianos, consolidando a promessa do Senhor na sua vida. 

E após momentos sombrios, ele não esmoreceu na fé e persistiu, galgando passos importantes na sua vida profissional e espiritual. 

“É um projeto de Deus e só tenho que agradecer. Lembrando que existe um Deus que realiza os nossos sonhos e que supre as nossas necessidades, nos momentos mais difíceis, porque é Deus em nossas vidas'. 

"De São Sebastião da Grama para a Europa foi uma trajetória de desafios e de confiança nos desígnios de Deus. Como eu disse, era um sonho trabalhar na Ferrero na Itália, um sonho, que pelo poder de Deus, se tornou realidade. A fé rompe barreiras e transforma as nossas vidas. ‘Vivo alegre, em paz  te sigo, nada receio, pois estou contigo; neste deserto em ti me abrigo; já me fizeste cidadão do céus. ”, finaliza Evandro Luís. 

Walther Alvarenga

3 comentários:

  1. Parabéns Evandro. A tua fé te salvou. Agora foco e fé mais ainda em tudo que fizer. Um grande abraço e as tuas ansiedades bota nas mãos de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Que Deus continue te abençoando

    ResponderExcluir
  3. Que Deus continue te abençoando

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.