O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Maduro fala do olho no olho com Trump


Presidente venezuelano quer se encontrar com Trump


Maduro quer apertar as mãos de Donald Trump


Nervosismo, ameaças e futuro incerto. A oposição venezuelana preparava-se para realizar outra grande marcha em Caracas, contra o presidente Nicolás Maduro e a eleição, no domingo, da Assembleia Constituinte, quando o governo anunciou a proibição "em todo o território nacional das reuniões e manifestações públicas, concentrações de pessoas e qualquer outro ato semelhante, que possam perturbar ou afetar o normal desenvolvimento do processo eleitoral". 

A resposta foi cancelar a marcha de Caracas e apelar à "tomada da Venezuela".
Em relação aos EUA e às novas sanções, Maduro pediu a intervenção do presidente norte-americano. "Donald Trump, para a agressão contra a Venezuela. 

Trump faz duras críticas a Maduro


A Venezuela é uma base fundamental de estabilidade de toda a região das Caraíbas, da América do Sul. Se a Venezuela for desmembrada, se a revolução bolivariana for golpeada até ao ponto de nos obrigar a pegar em armas, nós iremos combater novamente com a mesma bandeira e iríamos mais além da nossa fronteira", avisou, pedindo o fim do intervencionismo dos EUA na América Latina. 


Mas disse que gostaria um dia de falar com Trump "e apertar-lhe a mão para lhe dizer que estamos no século XXI, que esqueça a doutrina de Monroe "A América para os americanos” e que chegou o tempo de aceitar a diversidade".

Walther Alvarenga



Nenhum comentário