O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Assassinato ou suicídio? 55 anos sem Marilyn Monroe.


Uma das mulheres mas belas dos anos 50, Marilyn era infeliz.  

Morte da atriz ainda é incógnita em Hollywood. Inexplicável.

Neste sábado foi celebrado 55º aniversário de morte de uma das atrizes lendárias de Hollywood, Marilyn Monroe, que encantou plateias em todo mundo e arrancou suspiros dos homens, seduzidos pela sua beleza física. Carismática e insegura, Marilyn  tornou-se um dos sex symbols mais populares da década de 1950, posando para capas das mas importantes revistas.
Mas há um lado obscuro na morte da atriz, encontrada sem vida em seu quarto. E ninguém – FBI e amigos - até o presente momento soube - ou quis - explicar o real motivo. Semanas antes da tragédia, Marilyn havia terminado o seu romance secreto com o então presidente dos EUA, John F. Kennedy, embora biógrafos afirmem que a estrela estava mesmo envolvida com Bobby Kennedy, irmão do mais novo do presidente.
Poucos sabem, mas o nome de batismo da estrela é  Norma Jeane Mortenson, que nasceu 1 de junho de 1929. A sua popularidade era tamanha, que seus filmes batiam recordes de bilheterias, arrecadando mais de duzentos milhões de dólares.
E mesmo com beleza, fama e dinheiro, Monroe era infeliz. Alegava ser incompreendida. Casou-se com o dramaturgo Arthur Miller e amigos disseram que ela o deixava de "joelhos bambos".

O romance secreto com o presidente John F. Kennedy

Segundo biógrafos, Marylin já era amante de John Kennedy muito antes de ele entrar na Casa Branca. Kennedy ficara obcecado pela loira de seios avantajados durante sua recuperação de uma operação na coluna que o deixou imobilizado.  
Monroe passou a maior parte da infância em lares adotivos. Aos 16 anos, quando trabalhava em fábrica, conheceu um fotógrafo, iniciando-se carreira bem-sucedida de modelo. Para o cinema foi um passo, e logo surgiram contratos de importantes empresas cinematográficas. 
Ela, inclusive, ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz por "Some Like It Hot", em 1959. Seu último filme completo, "The Misfits", em 1961.
Marilyn foi encontrada morta em seu quarto e fala-se em suicídio

No fatídico 5 de agosto de 1962, Marilyn foi encontrada morta. Suspeita-se de que a atriz teria sido assassinada para não comprometer a reputação do então presidente americano. 
Outra versão diz que ela teria se suicidado, angustiada com o término de seu romance secreto. Segundo amigos, a loira mais bela do cinema morreu só, à base de calmantes, triste e incompreendida. A fama não lhe trouxe felicidade.
Walther Alvarenga

Nenhum comentário