O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Confiar em brasileiro, fora do país, pode ser indesejável cilada. Veja o relato.

Nem sempre os "amigos"socorrem nos momentos de apreensão
Brasileira favorece amiga, mas é presa e passa por constrangimentos.

O drama da brasileira em Pelham, em Nova York, está comovendo os poucos amigos. Depois que uma crise de choro e muita revolta, a house cleaner – não estou autorizado a divulgar seu nome - se trancou no quarto e há dias que não fala com ninguém. E nem mesmo os dois filhos conseguem demove-la da ideia de se fechar para o mundo.


O que poucas pessoas sabem – que não vivem nos EUA, evidente -, é que brasileiro fora do Brasil é uma caixa de surpresas. Há os que são solidários, como também encontramos – na maioria dos casos – aqueles que agem por conveniência própria, às vezes individualista, egoísta, incapaz de solidarizar-se no momento extremo.

Por que estou dizendo isso? A brasileira trancada no quarto há dias foi vítima de traição. Ela tentou pedir ajuda, mas a companheira de trabalho, que poderia ter ajudado, “fugiu” da cena, a deixando sozinha, interpelada por dois policiais.

Ela confessou a mim – tenho contato com essa brasileira e os seus familiares no Brasil -, que sentiu o chão abrir-se e o corpo estremecer, quando os policiais a algemaram. Pensou nos dois filhos – menores de idade -, que naquele momento estavam na escola, em Mount Vernon (NY), e que poderiam ficar sós.

“A minha amiga estava dou outro lado da rua, assistindo a tudo, e não fez absolutamente nada. E quando colocaram algemas nos meus pulsos, senti o mundo desabar sobre a minha cabeça. Senti que eu era a pior pessoa desse planeta”, desabafa em prantos. 


Brasileira passa por constrangimentos em Scardale, em New York.
Falei com a house cleaner por telefone. E ela só me atendeu, após a minha insistência com o filho, de 15 anos, que falou com a mãe por várias vezes. Na minha décima tentativa, depois de uma semana de ligações, finalmente pude ouvi-la.

“Eu dei carona para a minha amiga, que trabalha comigo para uma mesma família, em Scarsdale. Eu estava voltando para Pelham, mas tinha de parar em Mount Vernon para deixa-la e pegar os meus filhos na escola”, a brasileira relata com a voz embargada, ficando em silencio por alguns segundos.

“Ela – a amiga – insistiu para eu parasse próximo de um supermercado, na saída de Scarsdale. Disse que era local inapropriado para estacionar, pois minha driver’s license (carteira de motorista) estava vencida e não tenho documentos. Mas ela retrucou dizendo que nada iria acontecer, e que se a polícia viesse, apresentaria a sua driver’s licence e o green card”, enfatiza.

Inocente, a brasileira natural da cidade de Jacutinga (MG) estacionou próximo ao supermercado, que ficava do outro lado da rua, mas em área proibida. Disse que pressentiu o perigo, mas fez a vontade da amiga, que saiu do carro, atravessou e entrou no supermercado. A brasileira de Jacutinga ficou ao volante, quando a polícia chegou, minutos depois.

Cercada por dois policiais, ela entregou a sua carteira de motorista vencida, entregou o seu sonho às mãos dos homens fardados, com cara de poucos amigos.

“O que doeu em mim foi quando vi a minha amiga parada, do outro lado da rua, olhando a cena. Ela se escondeu quando eu acenei para ela, pedindo a sua ajuda. Ela correu de mim, foi na direção contrária, me ignorando”, a brasileira de Jacutinga chora.

“Ela fugiu enquanto eu era algemada e colocada na viatura como bandida. Sou uma mulher de respeito, sai do Brasil de cabeça erguida e nunca fui tratada como marginal. Sou pobre, mas tenho dignidade”, desabafa.

A brasileira foi levada para uma delegacia, mas ligou para um amigo que acionou um advogado. E ela só foi liberada, após pagar fiança, porque trabalha com uma família influente em Scarsdale.

Você que esta lendo esse relato deve estar se perguntando: e que fim levou a suposta amiga que tinha carteira de motorista e green card?

“A minha amiga? Bem, ela tentou falar comigo depois, pedindo desculpa. Não quero mais vê-la na minha frente, nunca mais. Confiar em certos brasileiros aqui nos Estados Unidos é uma cilada”, conclui.

Walther Alvarenga


Um comentário:

  1. Na verdade os brasileiros que moram em outros paises,querem distância de muitos que estão chegando.Não é o caso aqui.Os brasileiros tem má fama.Os antigos sentem medo de se envolver,pois já estão acostumados com o sistema.

    ResponderExcluir