O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Chuck Norris processa empresas farmacêuticas nos EUA: "Envenenaram minha esposa".

Chuck Norris e Gena entram na Justiça nos EUA
Ator apresentou ação judicial contra empresas farmacêuticas em São Francisco

O astro imbatível dos filmes de ação, Chuck Norris, enfrenta um dos momentos mais desafiantes da vida familiar. Aos 77 anos, acusa empresas farmacêuticas nos EUA, de prejudicarem o estado de saúde de sua esposa, Gena, de 54 anos – em tratamento -, com drogas que, segundo o ator, “são venenos que provocaram o envelhecimento precoce de minha mulher”, desabafa.

O ator apresentou uma ação judicial contra empresas farmacêuticas no tribunal de São Francisco, alegando que estão produzindo substâncias prejudiciais à saúde da população.  De acordo com Chuck, o líquido injetado em sua esposa, a "envenenaria".

Entenda o caso - Tudo começa a quatro anos, quando a mulher de Chuck Norris começa a sentir dores fortes pelo corpo, desde que iniciou tratamento. “Ela ficou muito fraca e pensei que fosse morrer", diz ele. 

Ator diz que houve negligência no tratamento de sua esposa
Hoje o casal está convencido de que o problema de saúde  se agravou por causa do líquido usado para a ressonância, o gadolínio (sobre o qual foram iniciadas mais investigações porque os agentes desta substância se acumulam no cérebro). 

Três ressonâncias magnéticas a que Gena fora submetida, com injeções de gadolínio, foram fatais para a sua debilidade física, com dores fortíssimas pelo corpo”, relata Norris

"Comecei a sentir os efeitos imediatamente", disse a mulher. "Após a terceira ressonância, notei com certeza que havia algo de errado com isso. Tudo começou com intensa dor no meu corpo, que não consigo descrever, a menos que alguém me tenha injetado ácido", denuncia.

Com o agravamento de saúde da esposa, Chuck deixou sua carreira para auxiliar sua companheira. Hoje ele pede uma indenização de $ 10 milhões em danos, despesas médicas e ganhos perdidos.

"Eu deixei todo o resto de minha vida profissional em segundo plano para me concentrar  no tratamento de minha esposa”, desabafa.


A Bracco, líder em diagnósticos de imagem, está entre as empresas farmacêuticas acusadas pelo casal Norris

Outras gigantes do ramo, a McKesson Corp. e a Acist Medical Systems também vêm sendo cobradas. 

Walther Alvarenga


Nenhum comentário