O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasileiro é preso e tem ordem de deportação: “Foi armadilha”, denuncia.

Drama de Fabiano de Oliveira e esposa, Karah de Oliveira.
Fabiano de Oliveira, mineiro, está preso e fala em traição do ICE.
A entrevista na Imigração em Beverly, no estado de Massachusetts, estava agendada. Era um passo importante para o jovem mineiro, Fabiano de Oliveira – ele é natural de Resplendor (MG) –, casado com uma cidadã americana. O que parecia essencial, o passo inicial para o processo de legalização nos EUA se transformou em pesadelo, culminando em prisão.
Casado com Karah de Oliveira, que tem cidadania americana, a entrevista na Imigração seria para legitimar a união, o que iria legalizar Fabiano de Oliveira nos EUA. A entrevista com o casal foi agendada no escritório do Departamento de Cidadania & Serviços Migratórios (USCIS).
Ao chegar ao local, inexplicavelmente, Fabiano recebeu ordem de prisão e foi encaminhado para o Plymouth County Correctional Facility, onde está preso desde que os agentes executaram uma ordem de deportação. Foi um choque para o casal que tem um filho de cinco anos.
Fabiano não tem antecedente criminal no país e trabalha na pintura de casas. Isso teria sido uma “armadilha” para deportar o brasileiro? É a pergunta que se faz entre os brasileiros em Beverly.
“Eu estava tão entusiasmado para ir lá. Nós mal podíamos respirar na noite anterior. Nós estávamos tão entusiasmados para resolver isso. Quando nós chegamos lá, eles nos armaram uma armadilha. Eu senti que fui lá para ser preso”, relatou Oliveira ao jornal Boston Herald.
“Eu tenho fé em Deus. Eu estarei brevemente com a minha família”, disse Fabiano, que imigrou para os EUA em 2005. “Eles não nos deram um segundo de felicidade. Eles simplesmente me prenderam logo ali”.
O diretor do setor de deportações do ICE, Todd Lyons, disse que o órgão coopera com o USCIS em alguns casos. “Todos aqueles que violaram as leis migratórias estão sujeitos à detenção”, disse ele. “O ICE pode atuar com o USCIS em certos casos, que podem incluir a execução de ordens finais de deportação, como é determinado caso a caso”.
O advogado de defesa de Fabiano Oliveira, Jeffrey B. Rubin, avaliou o caso do brasileiro, afirmando que seu histórico nos EUA é impecável, e que nada o desabona a receber o Green Card. Ele irá negociar um acordo com a Promotoria Pública em Boston para a liberação do brasileiro.  O caso vem sendo analisado pelo Juiz Mark L. Wolf. 
Walther Alvarenga



Nenhum comentário