O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Por que sacanear Betty Faria? Saiba quem é o culpado!


 
No auge dos 77 anos Betty Faria continua na ativa
São intransigências que nos surpreendem. Mas a Betty é eterna!  

O que se pode ver é a senhora Betty Faria, no auge dos seus 77 anos, ainda causando em cenas da novela “A Dona do Pedaço”, no papel de Cornélia. O olhar é meigo, os gestos são limitados e, no corpo, os vestígio da aparente velhice que deflagrou a sensualidade da personagem Tieta – adaptação do livro de Jorge Amado, “Tieta do Agreste”.

Com todo respeito à Terceira idade – envelhecer é dádiva -, mas o tempo, mesmo mantendo a energia e a eficiência do talento – caso de Betty -, não consegue emoldurar a juventude.

É o castelo visual-impactante que perde a cor, ainda que o brilho seja uma resistência – mesmo assim o belo que seduziu e acoplou-se como referência de sensualidade, foi destituído do seu trono. Sim, beleza às vezes tem seu prazo de validade.

Veja nobre leitor (a) do BLOG que me refiro à beleza física, falo das mudanças extraordinárias da “deusa dos anos oitenta”, hoje uma senhora  estruturada no que há de mais precioso: o talento.

Tieta foi desejo secreto de marmanjos e adolescentes nos anos oitenta
O invejável – a formosura estonteante -, que provocou ciúme e vingança de bastidores, está relegado ao passado, carregado de boas lembranças.  

Betty Faria deixou o Brasil embasbacado quando desfilou diante das câmeras a sua espetaculosa graciosidade, vivendo a recatada Tieta. A personagem, na trama, chega ao reduto de Santana do Agreste, rica e disposta a se vingar de quem a maltratou.

A atriz foi o ápice no final dos anos oitenta, abocanhando adolescentes e marmanjos – embebecidos pela sua sutileza e volúpia. Bons tempos, quando a intransigência do whatsapp inexistia.

Repentinamente, ao ver a cena de “A Dona do Pedaço” – me locomovendo entre a sala e o quarto -, deparei-me com uma senhora de olhar melancólico, sem os seios fartos, pernas longas ou cintura fina. Era a Betty Faria, pude confirmar.

O tempo é mesmo um vilão implacável, imperdoável! Diria, um senhor por demais cruel porque não respeitou – ou perdoou – nem mesmo a Betty Faria, a Tieta! Isso é uma grande sacanagem!!!

Walther Alvarenga






Nenhum comentário