O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasileiro morre na Carolina do Sul. Índice de morte súbita preocupa.

Wanderson da Silva, de 37 anos,deixa três filhas menores.

Wanderson da Silva, de 37 anos, era natural de Ipaba, em Minas

O índice de brasileiros encontrados mortos nos EUA – vítimas de morte súbita – tem sido preocupante, e a pergunta que se faz é a seguinte: as altas e baixas temperaturas do país seriam a causa, o elemento complicador? Este o questionamento com a morte inesperada de Wanderson da Silva, de 37 anos, natural de Ipaba (Minas Gerais), morador em Myrtle Beach, na Carolina do Sul.

Wanderson – como ocorreu com outros brasileiros –, teria sido encontrado morto, deixando a Comunidade de Myrtle Beach chocada. O mineiro trabalhava da construção civil e tinha um bom convívio com os conterrâneos .

Temperatura é a vilã?

Para quem não conhece, nos EUA o clima é variável, com altas e baixas temperaturas, simultâneas, e isso de alguma maneira, afeta o metabolismo do corpo. O calor forte ameaça a saúde.

Temperaturas elevadas podem aumentar o risco de morte precoce por doenças cardiovasculares, aponta estudo feito pela Universidade de Tecnologia de Queensland, na costa leste da Austrália.

Os resultados foram publicados na revista "Circulation: Cardiovascular Quality and Outcomes", da Associação Americana do Coração.

Ocorre que quem trabalha na construção civil, como era o caso de Wanderson da Silva, fica exposto a altas e baixas temperaturas, o que às vezes pode comprometer o sistema cardiovascular .

Não estou afirmando que essa tenha sido a causa da morte inesperada do jovem mineiro, entretanto, de acordo com diagnósticos anteriores – por morte súbita –, de brasileiros na construção civil, a maioria atestou infarto fulminante.

Wanderson da Silva deixa três filhas menores. E como sempre acontece – até que o Ministério das Relações Exteriores disponibilize ajuda para o traslado do corpo e com gastos do funeral –, são os brasileiros que se mobilizam e ajudam como podem para arcar com os custos.

A internauta Roxanne Willis, moradora em Conway (SC), iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/f/tfvk8y-our-daddy039s-funeral, cujo objetivo era angariar US$ 13.500 para as despesas com velório e sepultamento nos EUA.

Walther Alvarenga

Nenhum comentário