O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Família americana é brutalmente assassinada em emboscada no México

Família americana é assassinada pelo cartel de drogas

Três mães e nove crianças tiveram os seus corpos queimados

Autoridades americanas e do México investigam as causas do brutal e misterioso assassinato de uma família americana, de sobrenome Le Baron – três mães e nove crianças –, numa emboscada preparada pelo cartel de drogas mexicano. Tudo aconteceu a caminho do município de Chihuahua – no México. 

A emboscada foi cruel, segundo policiais e bombeiros que estiveram no local, afirmando que a família é ligada à religião mórmon. Todos seguiam para uma cerimônia de casamento.

Segundo investigações, as vítimas surpreendidas na emboscada faziam parte da família LeBáron e foram alvo de uma guerra entre cartéis de droga. 

De acordo com a publicação EL UNIVERSAL, os acontecimentos ocorreram pelas 9h30 desta segunda – 4 de novembro –, quando três mulheres, acompanhadas por 14 filhos, saíram da localidade de Bavispe, Sonora, México, com destino à comunidade mórmon de La Mora, a quatro horas do município de Chihuahua. 

Esta mulher morreu, mas conseguiu salvar a bebê


Um dos dois carro era conduzido por Rhonita Miller LeBarón, que estava acompanhada pelos dois gêmeos de seis meses, e de duas crianças de oito e dez anos.

A viatura teve problemas mecânicos e parou na estrada, enquanto que um segundo veículo regressou a Bavispe para ir buscar ajuda. 

E quando regressaram ao local onde estava a viatura quebrada, depararam-se com o carro e os corpos totalmente queimados. Mas o que houve? Tudo é uma incógnita!

As duas mulheres e as 10 crianças foram então alvo de uma emboscada a tiros, arquitetada pelo cartel mexicano. Cinco outros menores estão desaparecidos.

A bebê de nome Faith, com apenas sete meses, foi encontrada com vida depois de ser atirada para a parte traseira do Chevrolet Suburban. Dois bebês gêmeos estão entre as vítimas mortais.

O grupo responsável pelo ataque interrompeu todas as comunicações na região e manteve um cerco de segurança nas imediações a fim de evitar a intervenção das forças policiais. 

Os membros da família só conseguiram chegar ao local pelas 19h00. A Secretaria de Estado de Sonora revelou que o exército e a Guarda Nacional estão trabalhando em conjunto, em parceria com as autoridades federais. Também foi pedida a ajuda do FBI.

Walther Alvarenga





Nenhum comentário