O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeito de Manaus pede ajuda à ativista sueca Greta Thunberg

Prefeito Arthur Virgílio recorre à Greta Thunberg

"Os indígenas, além do coronavírus, enfrentam grileiros e fazendeiros oportunistas em suas terras”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto

Num ato desesperado, mediante ao número de mortes pela Covid-19 em Manaus, o prefeito da cidade, Arthur Virgílio Neto, pediu ajuda à ambientalista Greta Thunberg para combater oportunistas em terras indígenas, que não respeitam os direitos do povo indígena. "Usurpadores do meio ambiente, causam estragos no estado", denuncia.   

Ele disse que a situação é de calamidade pública, e que o sistema de saúde em todo o estado está colapsado. Reforçou que os indígenas na região são os mais afetados.

“Têm pessoas morrendo sozinhas em casa. Corpos continuam sem socorro, levando desespero às famílias. Manaus é hoje uma cidade em total desolação, com o índice alarmante de mortos e infectados. Os indígenas, além do coronavírus, enfrentam grileiros e fazendeiros oportunistas em suas terras”, disse o prefeito.

Comunicado à Greta Thunberg - "Sou o prefeito de Manaus, a principal cidade no estado do Amazonas e a maior cidade na Amazônia brasileira. Estou aqui para pedir ajuda. Precisamos de salvar as vidas dos protetores da floresta contra a Covid-19. Enfrentamos um desastre, à beira da barbárie", escreveu o prefeito à Greta Thunberg.

Em poucos segundos, ao tomar conhecimento do pedido de ajuda, a ativista sueca respondeu pelo Twitter, mostrando-se indignada com a situação do Amazonas:

Ativista sueca responde- “É completamente inaceitável e alarmante e que não pode haver justiça climática sem direitos para os povos indígenas”, escreveu Greta, em solidariedade ao prefeito.

Vale lembrar que na semana passada, Greta Thunberg tinha anunciado a doação de 100 mil dólares à Unicef para ajudar no combate à pandemia.

Walther Alvarenga

#NãoSaiadeCasa


Nenhum comentário