O Mundo Emigrante passa por aqui!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

George Floyd queria respirar, mas o racismo lhe regou esse direto! Basta de hipocrisia!

George Floyd, negro, trabalhador, morto por policial branco nos EUA

“Papai mudou o mundo”, disse filha caçula de George Floyd, a pequena Gianna, de 6 anos, que esteve no local onde o pai foi assassinado por um policial branco

O que dizer sobre George Floyd?  Ele pedia para respirar, suplicava pela vida com as mãos algemadas às costas, suportando o joelho do policial branco, Derek Chauvin, sobre o seu pescoço. Esse episódio degradante – inescrupuloso – percorre o mundo, desencadeando passeatas, mostrando que a fenda do racismo é uma lâmina que dilacera o respeito e fere a dignidade.

No programa em pauta, exibido pela GloboNews, nesta quarta-feira, apenas apresentadores negros da emissora, ancorados por Heraldo Pereira, falaram sobre  racismo, trouxeram experiências da vida cotidiana. Foi um alerta à Globo, após crítica de um telespectador que apontou a falha da emissora – em programa anterior – que mostrava um painel de jornalistas brancos discutindo racismo.

Covardia de policial branco
E não há como mensurar a dor, se você não sente dor, portanto, não é possível entender a dor do negro se você não é negro. E é esse grito de guerra que ecoa pelas ruas das grandes cidades dos EUA reunindo a força do negro americano, apoiado por brancos esclarecidos.

E precisou a morte de George Floyd para acender a luz da Justiça e acordar pessoas no mundo para a questão do racismo que deixou de ser velada, e que se escancara com atos inescrupulosos. É hora de dar um basta!

No Brasil, o negro brasileiro ainda não despertou – não se posicionou – , para que faça valer os seus direitos, contra episódios de insubordinação. Mire-se em homens e mulheres notáveis que deixaram o seu legado na história. É sim possível mudar!

Uma das cenas mais emblemáticas de atos antirracistas nos EUA reuniu uma multidão na ponte da cidade de Portland que se deitou ao chão para lembrar o assassinato de George Floyd.

"Papai mudou o mundo", disse a pequena Gianna
“Papai mudou o mundo”, disse filha caçula de George Floyd, a pequena Gianna, de 6 anos, que esteve no local onde o pai foi morto por policiais brancos, no centro de Minneapolis. O filho mais velho, Quincy, pediu justiça.

Que não seja em vão a morte de George Floyd, e que pessoas repensem porque estamos vivendo a Nova Ordem Mundial! Os tempos são outros; valores mudaram! Não somos mais as mesmas pessoas, então faça a sua parte, mude! Nada, agora, será como antes! Pense nisso!

Walther Alvarenga

#NãoSaiadeCasa






Nenhum comentário